Uma Teologia Resumida Sobre a Oração

Abaixo estão cinco afirmações de John Piper como uma teologia resumida sobre a oração. Um pressuposto por trás dessas afirmações é que ao conhecer mais do propósito de Deus aprofudaremos nosso compromisso em orar e isso nos ajudará a glorificar a Deus por Ele fazer o que faz.

1. Deus criou o universo e tudo que nele há para mostrar a riqueza da glória de Sua graça.

Isaías 43:6-7: Trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra, 7 a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória; eu os formei, sim, eu os fiz.

Efésios 1:6, 12, 14: para louvor e glória da sua graça... para louvor da sua glória... para louvor da sua glória.

Romanos 9:23: ...para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou.

2. Portanto, todas as pessoas devem agir de forma a chamar atenção para a glória da graça de Deus.

Mateus 5:16: Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.

1 Coríntios 10:31: Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus.

3. A obediência e servidão do povo de Deus o glorificará ainda mais quando eles, conscientemente e manifestamente, dependerem dEle para a graça e o poder para fazer o que fizerem.

1 Pedro 4:11: Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá, para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o poder para todo o sempre. Amém!

2 Tessalonicenses 1:11-12: Pelo que também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação e cumpra todo desejo da sua bondade e a obra da fé com poder; 12 para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vós glorificado, e vós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.

4. Orar pela ajuda de Deus é uma maneira pela qual Deus preserva e manifesta a dependência de Seu povo em Sua graça e poder. A necessidade da oração é um lembrete constante e demonstra nossa dependência em Deus para tudo, assim Ele recebe a glória quando nós recebemos a ajuda.

Salmos 50:15: E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.

João 14:13: E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

5. Quando o Espírito inspira e direciona os gemidos de nossos corações, o irrevogável propósito do universo acontece: Deus recebe a glória porque Deus o Espírito cria os gemidos em nós; Deus recebe a glória porque Deus o Pai é Quem ouve e cumpre o que o Espírito pede; Deus recebe a glória porque Deus o Filho comprou para os pecadores todas as bênçãos que eles já receberam; e Deus recebe a glória porque nossos corações são como palco para essa atividade divina, para que conheçamos e experimentemos a graciosa intercessão de Deus por nós, e conscientemente demos a Ele agradecimento e louvor.

Full author john piper

John Piper (@JohnPiper) is founder and teacher of desiringGod.org and chancellor of Bethlehem College & Seminary. For 33 years, he served as pastor of Bethlehem Baptist Church, Minneapolis, Minnesota. He is author of more than 50 books.

© 2015 Desiring God Foundation. Distribution Guidelines

Share the Joy! You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2015 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org