Um Amostra de Mueller e Seu Deus

Pastor George Mueller nasceu na Alemanha em 1805, passou a maior parte de sua vida em Bristol, Inglaterra, pregou nove vezes em Minneapolis em 1880, viajou a 42 países entre as idades de 70 e 87 e morreu aos 92 anos, na qualidade de fundador de orfanato mais famoso do mundo. Ele construiu 5 orfanatos, cuidou de 10.024 órfãos, pastoreou a mesma igreja por 66 anos, nunca ficou endividado, nunca pediu dinheiro para ninguém, não recebeu salário durante 68 anos e nunca passou fome. Ele perdeu 3 filhos na infância, sua primeira esposa Mary depois de 39 anos, sua segunda esposa Susannah depois de 23 anos, e sua filha Lydia quando ela tinha 58 anos.

Em resposta ao novo ensinamento de que Cristo arrebata a igreja antes da Tribulação, Mueller declarou: "Se você conseguir me mostrar uma trombeta depois da última e uma ressurreição antes da primeira, então eu posso acreditar nessa nova doutrina." Ele foi um batista que admitia pessoas que haviam sido batizadas apenas por aspersão como membros na sua igreja. Ele servia a Santa Ceia semanalmente. Ele rejeitou seguro de vida e contas de aposentadoria, pregou para Charles Spurgeon, inspirou Hudson Taylor e seguiu de perto D. L. Moody. Aqui estão algumas citações para lhe dar uma amostra do seu relacionamento com Deus.

[Sobre seu Calvinismo] Eu demonstrava grande oposição às doutrinas da eleição, expiação limitada e perseverança final pela graça, de modo que...chamei a eleição de uma doutrina perniciosa... Mas agora eu fui levado a examinar essas verdades preciosas pela palavra de Deus... para meu grande espanto, descobri que as passagens que falam decisivamente a favor da eleição e perseverança pela graça eram cerca de quatro vezes o número das que aparentemente falam contra essas verdades, e mesmo essas poucas, logo depois, quando eu as examinei e entendi, serviram para confirmar as doutrinas acima. Em relação ao efeito que acreditar nessas doutrinas teve em mim...pela graça de Deus, tenho caminhado mais perto de Deus desde aquele período... Portanto, eu digo, o amor eletivo de Deus em Cristo (quando eu fui capaz de me dar conta disso) tem frequentemente gerado santidade em vez de me levar ao pecado. (Narratives and Addresses, Vol. 1, p. 46, 40)

[Sobre a morte da sua primeira esposa] Quando ouvi qual foi o julgamento do Sr. Pritchard, que a doença era febre reumática, naturalmente esperei o pior tendo em vista o que descobri sobre a ação do coração da minha querida esposa, quando senti seu pulso; mas embora meu coração estivesse perto de ser quebrado, por conta da profundidade da minha afeição, disse a mim mesmo: "O Senhor é bom e faz o bem, tudo será de acordo com o Seu próprio caráter abençoado. Nada diferente disso, que é bom como Ele mesmo, pode proceder Dele. Se ele se agrada de levar a minha querida esposa, será bom, como Ele mesmo. O que eu tenho que fazer, como Seu filho, é estar satisfeito com o que o Pai faz, para que eu O glorifique. Depois disso, minha alma não apenas o almejava, mas sim, pela graça de Deus, se apegou a Ele. Eu estava satisfeito com Deus." (Vol. 2. p. 398-399)

[Quando ele quase perdeu a sua filha] Minha querida esposa e eu estávamos em paz. Por quê? Nós não a amávamos? Nós a amávamos intensamente. Mas estávamos satisfeitos com Deus, com qualquer coisa que ele fizesse. (Vol. 2. p.746)

O Senhor nunca nos abate mais, no caminho da disciplina, do que o nosso estado de coração faz ser necessário, de modo que enquanto Ele bate com uma mão, Ele suporta com a outra. (Vol. 1, p. 61)

Durante os primeiros quatro anos após a minha conversão eu não tive progresso, porque eu negligenciei a Bíblia. Mas quando eu a li integral e regularmente com referência ao meu próprio coração e alma, eu diretamente tive progresso. Então, minha paz e alegria continuaram mais e mais. Agora, tenho feito isso por 47 anos. Eu li a Bíblia integralmente cerca de 100 vezes e sempre sinto frescor quando a estou começando. Portanto, minha paz e alegria têm aumentado mais e mais. (Vol. 2. p. 834).

Segundo o meu julgamento o ponto mais importante a ser atendido é esse: acima de todas as coisas vigiem que as suas almas estejam felizes no Senhor. Outras coisas podem ser importantes para vocês, a obra do Senhor pode até ter chamar a atenção com tarefas urgentes, mas eu deliberadamente repito, é de suma e vital importância que vocês busquem, acima de todas as coisas, ter suas almas verdadeiramente felizes no próprio Deus. Dia após dia, busquem fazer disso o negócio mais importante de suas vidas. (Vol. 2. p. 731).

De que modo vamos atingir esta felicidade estabelecida na alma? Como vamos aprender a apreciar Deus? Como obter uma porção suficiente que satisfaça a alma nele, bem como nos capacitar a deixar as coisas desse mundo como vãs e indignas em comparação? Eu respondo: essa felicidade é obtida pelo estudo das Escrituras Sagradas. Deus tem se revelado nelas para nós na face de Jesus Cristo. (Vol. 2. p. 731)

O que podemos dizer sobre Mueller? Outro vaso de argila que nos mostra o poder excelente que pertence a Deus e não a nós.

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org