O Regenerado pode Ser Riscado do Livro da Vida?

Meditação sobre Apocalipse 3.5

O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

Apreciosa verdade de que o crente se manterá firme na fé até ao final e será salvo tem sofrido oposição incansável, geração após geração. Entretanto, a verdade sempre permanece, repousando firmemente na soberana fidelidade de Deus, a fim de completar a salvação dos seus eleitos. Ele a planejou na eternidade, comprou-a por meio da morte de Cristo na cruz e está aplicando-a por meio do Espírito Santo.

Romanos 8.30 afirma: “Aos que justificou, a esses também glorificou”. Em outras palavras, entre o evento da justificação pela fé, no começo de nossa vida cristã, e o evento de nossa glorificação, na ressurreição de nosso corpo (Filipenses 3.21), não haverá abandonos, deserções ou rejeições. “Aos que justificou, a esses também glorificou” — todos eles. Deus preservará e santificará aqueles que Ele justificou, aos quais assegurou que manterão a fé e perseverarão até ao fim e que são salvos.

1 João 2.19 descreve como devemos entender os aparentes abandonos; “Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos”. Em outras palavras, o fracasso em perseverar na fé não é um sinal de que alguém pode ser verdadeiramente nascido de novo, justificado e, depois, tornar-se um perdido. Pelo contrário, o fracasso em perseverar na fé é um sinal de que alguém nunca era, de fato, um membro do povo regenerado de Deus. Esse é o ensino explícito de 1 João 2.19.

Contudo, existem textos bíblicos que persuadem alguns a rejeitarem esse ensino. O texto que estamos considerando é Apocalipse 3.5, no qual o Senhor Jesus disse: “O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”.

Alguns afirmam que este versículo é uma prova incontestável contra a doutrina da perseverança dos santos. Admitem que Apocalipse 3.5, ao dizer que Deus não apagará o nome de uma pessoa do Livro da Vida, implica que Ele apaga o nome de alguns desse livro e que essas pessoas eram justificadas e, depois, foram condenadas. Mas isto é verdade?

A promessa “de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida” não implica, necessariamente, que alguns têm seu nome apagado. Esta pro messa se dirige apenas àquele que está inscrito no livro e vence pela fé: Eu nunca tirarei seu nome dali. Em outras palavras, ser apagado do Livro da Vida é uma perspectiva terrível que Eu jamais permitirei que aconteça. Eu manterei você seguro, no Livro. Essa é uma das promessas feitas aos que perseveram e vencem. A promessa não diz: os que falham em vencer e se afastam de Cristo estavam inscritos no Livro e seus nomes foram apagados.

De fato, há dois outros versículos em Apocalipse que parecem ensinar que ter o nome escrito no Livro da Vida significa que você perseverará e vencerá com toda a certeza. Considere Apocalipse 13.8: “E adorá-la-ão [a besta] todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”. Este versículo transmite a idéia de que aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro “desde a fundação do mundo” não adorarão a besta. Em outras palavras, ter o nosso nome inscrito no Livro da Vida desde a fundação do mundo parece significar que Deus nos guardará de cairmos e nos outorgará capacidade para perseverar em fidelidade a Ele. Estar escrito no Livro significa que não apostataremos.

De modo semelhante, considere Apocalipse 17.8: “A besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo e caminha para a destruição. E aqueles que habitam sobre a terra, cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida desde a fundação do mundo, se admirarão, vendo a besta que era e não é, mas aparecerá”. Novamente, ter o nome escrito no Livro da Vida desde a funda ção do mundo parece assegurar que não nos admiraremos da besta. O ensino neste versículo é que aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida desde a fundação do mundo se admirarão. Se o seu nome está escrito naquele livro, você não se admirará da besta.

O ensino neste versículo é que ter o nome escrito naquele livro é algo eficaz. Ou seja, tem resultados definidos nas reações de alguém. Ter o nome escrito no Livro da Vida do Cordeiro desde a fundação do mundo garante que não adoraremos nem nos admiraremos da besta. João não disse: “Se você adorar a besta, seu nome será apagado”. Ele disse: “Se o seu nome está escrito, você não a adorará”.

Isto se harmoniza com Apocalipse 3.5: “O vencedor... de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida”. O triunfo exigido em Apocalipse 3.5 é garantido em 13.8 e 17.8. Isto não é uma contradição, visto que Paulo disse: “Desenvolvei a vossa salvação... porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (Filipenses 2.12-13). Não é ilógico afirmar a condição: se você vencer, Deus não apagará seu nome” (Apocalipse 3.5); e afirmar a segurança: se o seu nome está escrito, você vencerá (13.8 e 17.8). Aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida têm realmente de vencer e vencerão. Um lado desta verdade ressalta a nossa responsabilidade; o outro, a soberania de Deus.

A conseqüência prática desta verdade é que não nos tornemos altivos quanto à fé, o amor e a santidade. Na vida cristã, temos de exercer a vigilância (Hebreus 3.12), o esforço (Lucas 13.24) e a busca (Hebreus 12.14). Na verdade, a conseqüência é que descansemos na certeza de que não somos deixados à nossa mercê neste “combate de fé”. O Deus que chamou é fiel para nos confirmar até ao fim, para sermos “irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Coríntios 1.8). “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará” (1 Tessalonicenses 5.24). Deus completará a salvação que Ele começou (Filipenses 1.6). Somos guardados pelo poder de Deus (1 Pedro 1.5). Temos de lutar, pois somente os que perseveram serão salvos (Marcos 13.13). E lutaremos, porque Deus está agindo em nós para querermos e realizarmos a sua boa vontade (Filipenses 2.13; Hebreus 13.21).


Em parceria com Editora Fiel.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org