Como Ensinar e Pregar o Calvinismo

1. Seja rigorosamente textual em todas as suas exposições, explicações e defesa do ensino Calvinista. Faça sempre dele uma questão de texto, nunca uma questão de lógica ou de experiência.

2. Não seja áspero, mas gentil. Assuma que trabalhar estas grandes questões através de convicção pode levar anos e que o estar em curso já é bom.

3. Fale de seu próprio quebrantamento a respeito destas coisas e em como elas são preciosas para ti e o porquê e como elas ministram a sua alma e o ajudam a viver a sua vida.

4. Faça de Spurgeon e Whitefield os seus modelos, mais do que Owen ou Calvino, pois os primeiros foram evangelistas e ganharam muita gente para Cristo numa maneira bastante semelhante à dos nossos dias.

5. Seja um evangelista e um mobilizador de Missões afim de que os críticos que dizem que o Calvinismo tem um gosto entorpecido pelos perdidos sejam calados.

6. Trabalhe os cinco pontos mais pelo I, em TULIP, que pelo U. Isto é, mostre às pessoas que elas não devem querer a honra final pela sua ida a Cristo. Elas não vão querer estar diante de Deus no dia do Juízo final e responder à pergunta "Porque acreditaste e outros com a mesma oportunidade não acreditaram?" com a seguinte resposta, "Bom, penso que fui mais esperto ou mais espiritual". Elas vão querer dizer, "Pela Graça fui trazido à fé", que é a "Graça Irresistível". Isto é, a graça que no final triunfa sobre toda a resistência.

7. Regozije-se com os seus críticos. Aquele que conhece e descansa na graça soberana de Deus deve ser o santo mais feliz. Não seja uma propaganda falsa ou azeda ou triste ou hostil da glória da graça de Deus. Louve-a. Regozije-se nela. E não faça disto um espectáculo. Faça-o no seu quarto até que transborde no púlpito.

8. Não invente coisas que não existem no texto. Pregue exegeticamente, explicando e aplicando o que consta no texto. Se parecer Arminiano, então que pareça. Confie no texto e as pessoas confiarão que és fiel ao texto.

9. Evite o jargão teológico que não está no texto. O termo "Calvinismo" não é provavelmente de muita ajuda. "Doutrinas da Graça" também não. Cinja-se ao que está no texto, ou apareça com novas frases que despertem a atenção das pessoas e as surpreenda e emocione.

10. Conte histórias e experiências tiradas de biografias e da vivência dos santos ainda em vida que ilustrem a dependência deles da soberania de Deus. Especialmente histórias relacionadas com missões, evangelismo e santidade de vida.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org