Oh, Não Seja Meramente Sombra, Eco e Resíduo

Não somos Deus. Então em comparação com a definitiva e absoluta Realidade, não somos muito. Nossa existência é secundária e dependente da Realidade absoluta de Deus. Só Ele é independente do universo. Nós somos dependentes. Ele sempre foi e não teve começo. Assim, não recebeu forma de outrem. Nós éramos. Ele simplesmente é. Nós chegamos a ser. "Eu sou o que Sou" é o nome dele (Êxodo 3:14).

Apesar disso, porque nos fez com o maior propósito de criatura em mente - para desfrutar e exibir a glória do Criador - nós podemos ter uma vida cheia de significado que dure eternamente. É por esta razão que fomos criados ("Tudo foi criado por ele e para ele", Colossenses 1:16). É por esta razão que nossa sexualidade foi redimida ("Fugi da imoralidade sexual... não sois de vós mesmos. Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo." 1 Coríntios 6:18-20). É por esta razão que comemos e bebemos ("Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus." 1 Coríntios 10:31). É por esta razão que oramos ("E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho." João 14:13). É por esta razão que fazemos toda boa obra ("Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." Mateus 5:16).

E por isso que existimos - para mostrar a glória de Deus. A vida humana é toda sobre Deus. É o significado de ser humano. É parte de nossa natureza como criação engrandecer a Deus. É nossa glória adorar a glória de Deus. Quando cumprimos esta razão de ser, temos substância. Há em nossa existência valor e significado. Saber, desfrutar, e (então) exibir a glória de Deus é compartilhar da glória de Deus. Não que nos tornamos Deus. Mas parte de sua grandeza e beleza está em nós quando realizamos este propósito do nosso ser - refletir a sua excelência. Esta é a nossa essência.

Não cumprir este propósito da existência humana é ser mera sombra da essência que fomos criados para possuir. Não exibir o valor de Deus ao desfrutá-lo acima de tudo é ser um mero um eco da música que fomos criados para fazer. É ser um mero resíduo do impacto que fomos criados para exercer.

Esta é uma grande tragédia. Seres humanos não são feitos para ser sombras e ecos e resíduos. Fomos criados para ter essência semelhante a de Deus e fazer música como Ele e ter impacto como o Dele. Isto é o que significa ser criado à imagem de Deus (Gênesis 1:27). Mas quando humanos abandonam seu Criador e amam mais a outras coisas, tornam-se como as coisas que amam - pequenos, insignificantes, sem peso, sem importância, e diminuem a Deus.

Ouça como o Salmista descreve: "Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens; têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem; nem há sopro algum na sua boca. Semelhantemente a eles se tornarão os que os fazem, e todos os que neles confiam." (Salmo 135:15-18).

Pense e trema. Você se torna como as coisas feitas por mãos humanas em que confia: não pode falar; não pode ver; não pode escutar. Isto é viver como sombra. É um eco e resíduo do que você foi feito para ser. É como uma mímica vazia no palco da história: muito movimento e nenhuma significação.

O, Bethlehem, não seja sombra, eco ou resíduo. Liberte-se da epidemia do espírito do homem de nossa idade. Mantenha sua face firme para perceber e conhecer e desfrutar e viver na luz do SENHOR. "Venha, ó descendência de Jacó, andemos na luz do SENHOR" (Isaías 2:5). Nesta luz verás a Ele e todas as coisas como realmente são. Despertarás do sono dessa vida no mundo das sombras. Almejarás e encontrarás sua essência. Farás música divina com sua vida. A morte somente vai levar você ao paraíso. E o que deixarás para trás não será um resíduo, mas um tributo escrito no céu da graça triunfante de Deus.

Fugindo das sombras com vocês,

Pastor John

Não somos Deus. Então em comparação com a definitiva e absoluta Realidade, não somos muito. Nossa existência é secundária e dependente da Realidade absoluta de Deus. Só Ele é independente do universo. Nós somos dependentes. Ele sempre foi e não teve começo. Assim, não recebeu forma de outrem. Nós éramos. Ele simplesmente é. Nós chegamos a ser. "Eu sou o que Sou" é o nome dele (Êxodo 3:14).

Apesar disso, porque nos fez com o maior propósito de criatura em mente - para desfrutar e exibir a glória do Criador - nós podemos ter uma vida cheia de significado que dure eternamente. É por esta razão que fomos criados ("Tudo foi criado por ele e para ele", Colossenses 1:16). É por esta razão que nossa sexualidade foi redimida ("Fugi da imoralidade sexual... não sois de vós mesmos. Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo." 1 Coríntios 6:18-20). É por esta razão que comemos e bebemos ("Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus." 1 Coríntios 10:31). É por esta razão que oramos ("E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho." João 14:13). É por esta razão que fazemos toda boa obra ("Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." Mateus 5:16).

E por isso que existimos - para mostrar a glória de Deus. A vida humana é toda sobre Deus. É o significado de ser humano. É parte de nossa natureza como criação engrandecer a Deus. É nossa glória adorar a glória de Deus. Quando cumprimos esta razão de ser, temos substância. Há em nossa existência valor e significado. Saber, desfrutar, e (então) exibir a glória de Deus é compartilhar da glória de Deus. Não que nos tornamos Deus. Mas parte de sua grandeza e beleza está em nós quando realizamos este propósito do nosso ser - refletir a sua excelência. Esta é a nossa essência.

Não cumprir este propósito da existência humana é ser mera sombra da essência que fomos criados para possuir. Não exibir o valor de Deus ao desfrutá-lo acima de tudo é ser um mero um eco da música que fomos criados para fazer. É ser um mero resíduo do impacto que fomos criados para exercer.

Esta é uma grande tragédia. Seres humanos não são feitos para ser sombras e ecos e resíduos. Fomos criados para ter essência semelhante a de Deus e fazer música como Ele e ter impacto como o Dele. Isto é o que significa ser criado à imagem de Deus (Gênesis 1:27). Mas quando humanos abandonam seu Criador e amam mais a outras coisas, tornam-se como as coisas que amam - pequenos, insignificantes, sem peso, sem importância, e diminuem a Deus.

Ouça como o Salmista descreve: "Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens; têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem; nem há sopro algum na sua boca. Semelhantemente a eles se tornarão os que os fazem, e todos os que neles confiam." (Salmo 135:15-18).

Pense e trema. Você se torna como as coisas feitas por mãos humanas em que confia: não pode falar; não pode ver; não pode escutar. Isto é viver como sombra. É um eco e resíduo do que você foi feito para ser. É como uma mímica vazia no palco da história: muito movimento e nenhuma significação.

O, Bethlehem, não seja sombra, eco ou resíduo. Liberte-se da epidemia do espírito do homem de nossa idade. Mantenha sua face firme para perceber e conhecer e desfrutar e viver na luz do SENHOR. "Venha, ó descendência de Jacó, andemos na luz do SENHOR" (Isaías 2:5). Nesta luz verás a Ele e todas as coisas como realmente são. Despertarás do sono dessa vida no mundo das sombras. Almejarás e encontrarás sua essência. Farás música divina com sua vida. A morte somente vai levar você ao paraíso. E o que deixarás para trás não será um resíduo, mas um tributo escrito no céu da graça triunfante de Deus.

Fugindo das sombras com vocês,

Pastor John

Não somos Deus. Então em comparação com a definitiva e absoluta Realidade, não somos muito. Nossa existência é secundária e dependente da Realidade absoluta de Deus. Só Ele é independente do universo. Nós somos dependentes. Ele sempre foi e não teve começo. Assim, não recebeu forma de outrem. Nós éramos. Ele simplesmente é. Nós chegamos a ser. "Eu sou o que Sou" é o nome dele (Êxodo 3:14).

Apesar disso, porque nos fez com o maior propósito de criatura em mente - para desfrutar e exibir a glória do Criador - nós podemos ter uma vida cheia de significado que dure eternamente. É por esta razão que fomos criados ("Tudo foi criado por ele e para ele", Colossenses 1:16). É por esta razão que nossa sexualidade foi redimida ("Fugi da imoralidade sexual... não sois de vós mesmos. Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo." 1 Coríntios 6:18-20). É por esta razão que comemos e bebemos ("Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus." 1 Coríntios 10:31). É por esta razão que oramos ("E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho." João 14:13). É por esta razão que fazemos toda boa obra ("Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." Mateus 5:16).

E por isso que existimos - para mostrar a glória de Deus. A vida humana é toda sobre Deus. É o significado de ser humano. É parte de nossa natureza como criação engrandecer a Deus. É nossa glória adorar a glória de Deus. Quando cumprimos esta razão de ser, temos substância. Há em nossa existência valor e significado. Saber, desfrutar, e (então) exibir a glória de Deus é compartilhar da glória de Deus. Não que nos tornamos Deus. Mas parte de sua grandeza e beleza está em nós quando realizamos este propósito do nosso ser - refletir a sua excelência. Esta é a nossa essência.

Não cumprir este propósito da existência humana é ser mera sombra da essência que fomos criados para possuir. Não exibir o valor de Deus ao desfrutá-lo acima de tudo é ser um mero um eco da música que fomos criados para fazer. É ser um mero resíduo do impacto que fomos criados para exercer.

Esta é uma grande tragédia. Seres humanos não são feitos para ser sombras e ecos e resíduos. Fomos criados para ter essência semelhante a de Deus e fazer música como Ele e ter impacto como o Dele. Isto é o que significa ser criado à imagem de Deus (Gênesis 1:27). Mas quando humanos abandonam seu Criador e amam mais a outras coisas, tornam-se como as coisas que amam - pequenos, insignificantes, sem peso, sem importância, e diminuem a Deus.

Ouça como o Salmista descreve: "Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens; têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem; nem há sopro algum na sua boca. Semelhantemente a eles se tornarão os que os fazem, e todos os que neles confiam." (Salmo 135:15-18).

Pense e trema. Você se torna como as coisas feitas por mãos humanas em que confia: não pode falar; não pode ver; não pode escutar. Isto é viver como sombra. É um eco e resíduo do que você foi feito para ser. É como uma mímica vazia no palco da história: muito movimento e nenhuma significação.

O, Bethlehem, não seja sombra, eco ou resíduo. Liberte-se da epidemia do espírito do homem de nossa idade. Mantenha sua face firme para perceber e conhecer e desfrutar e viver na luz do SENHOR. "Venha, ó descendência de Jacó, andemos na luz do SENHOR" (Isaías 2:5). Nesta luz verás a Ele e todas as coisas como realmente são. Despertarás do sono dessa vida no mundo das sombras. Almejarás e encontrarás sua essência. Farás música divina com sua vida. A morte somente vai levar você ao paraíso. E o que deixarás para trás não será um resíduo, mas um tributo escrito no céu da graça triunfante de Deus.

Fugindo das sombras com vocês,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org