Reconstruindo Alguns Princípios da Igreja de Bethlehem: Prazer Cristão

Uma das marcas de nossa igreja é o aroma do Prazer Cristão. Esta é a verdade bíblica de que Deus é mais glorificado em nós quando encontramos mais satisfação nele. O fundamento para esta ideia é profundo, e as aplicações são tão elevadas quanto o infinito, e tão duradouras quanto a eternidade (se estendem em ambas as direções).

Um dos lugares para se encontrar este fundamento é em Filipenses 1:20-21, onde Paulo diz que sua "intensa expectativa e esperança [é] que . . . Cristo será engrandecido no meu corpo . . . pela morte. Pois para mim . . . o morrer é lucro." A sua paixão, portanto, é que Cristo seja exaltado através da sua morte. A explicação de Paulo para isso é que, para ele, "o morrer é lucro". E a razão pela qual o morrer é lucro é que morrer é "partir e estar com Cristo” (versículo 23).

Portanto, Paulo crê que Cristo é exaltado pelo fato de Paulo estar tão satisfeito em Cristo que abrir mão de tudo o mais, pela morte, não é uma perda, e sim um ganho. Por isso ele diz em Filipenses 3:8, "considero todas as coisas como perda, comparadas com a superioridade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor."

Desta forma, eu concluo: Cristo é mais exaltado em nós quando encontramos mais satisfação nele — especialmente no sofrimento e na morte. Por isso a bandeira do Prazer Cristão tremula sobre nossa igreja: Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele.

As implicações disto são profundas. Uma das mais importantes é que nós devemos buscar a nossa alegria em Deus. Devemos! Não 'podemos'. A principal ocupação dos nossos corações é elevar ao máximo a nossa satisfação em Deus. Não a satisfação em suas bênçãos, independente de quão boas sejam, mas nele próprio. Aqui estão 8 razões bíblicas para buscar a sua maior e mais profunda satisfação em Deus.

1) Nós recebemos a ordem de buscar a satisfação.

Salmos 100:2: "Cultuai o SENHOR com alegria!" Filipenses 4:4: "Alegrai-vos sempre no Senhor." Salmos 37:4: "Agrada-te também do SENHOR."

2) Nós recebemos advertências das consequências de não buscar satisfação em Deus.

Deuteronômio 28:47-48: "Por não teres cultuado o SENHOR, teu Deus, com gosto e alegria de coração. . . servirás aos teus inimigos."

3) A natureza da fé ensina a busca por satisfação em Deus.

Hebreus 11:6: “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois é necessário que quem se aproxima de Deus creia que ele existe e recompensa os que o buscam. ”

4) A natureza do mal ensina a busca por satisfação em Deus.

Jeremias 2:12-13: “Espantai-vos disso, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz o SENHOR. Porque o meu povo cometeu dois delitos: eles me abandonaram, a fonte de águas vivas, e cavaram para si cisternas, cisternas furadas, que não retêm água.”

5) A natureza da conversão ensina a busca por satisfação em Deus.

Mateus 13:44: “O reino do céu é semelhante a um tesouro escondido no campo, que um homem esconde, depois de achá-lo. Então, em sua alegria, vai e vende tudo que tem, e compra aquele campo.”

6) O chamado para negar a si próprio ensina a busca por satisfação em Deus.

Marcos 8:34-36: “E, chamando a multidão com os discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser preservar sua vida, irá perdê -la; mas quem perder a vida por causa de mim e do evangelho, irá salvá-la. Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida?”

7) A ordem de amar as pessoas ensina a busca por satisfação em Deus.

Hebreus 12:2: “Por causa da alegria que lhe estava proposta, [Jesus] suportou a cruz.” Atos 20:35: “Dar é mais bem-aventurado que receber.”

8) A ordem de glorificar a Deus ensina a busca por satisfação em Deus.

Filipenses 1:20-21: “minha intensa expectativa e esperança de que . . . Cristo será engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. Pois para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro (satisfação suprema e total nele).”

Portanto, convido para que nos juntemos a George Mueller, o grande guerreiro de oração dedicado aos órfãos, dizendo: "Percebi, mais claramente do que nunca, que a mais importante e primeira atividade que deveria observar a cada dia era alegrar a minha alma no Senhor". Desta forma, seremos capazes de sofrer a perda de todas as coisas, nos sacrifícios de amor, e "considerando motivo de grande alegria".

Buscando a Deus junto com vocês,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org