Um Tesouro Que Transforma Tesouros em Lixo

O Texto Que Eu Não Preguei

Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo; sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo, e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;

Paulo tem uma forma de jogar o seu jogo, vencer, e depois dizer que o jogo não faz sentido. Ele faz a mesma coisa, por exemplo, em 2 Corintos 11:21-12:11 onde ele lista todas as conquistas "superiores" dele e depois diz, "Tornei-me insensato; vós a isso me obrigastes;" (2 Corintios 12:11). Em outras palavras, eu posso jogar seu jogo e me comparar aos seus parâmetros, ganhar, e depois dizer que tudo isso não vale absolutamente nada. É um jogo para insensatos.

Ele faz isso novamente em Filipenses 3. Ele previne a igreja para prestar atenção ao cães mal intencionados que mutilam a carne (pessoas que insistem na circuncisão como meio de ficar de bem com Deus). O problema com essas pessoas é que "eles têm confiança na carne" — ou seja, eles confiam nas próprias obras como forma de justificação (vv.2-3, cf. v. 9). Então Paulo diz, muito bem então vamos jogar esse jogo por enquanto. E ai ele lista todos as obras dele e nocauteia o oponente dele para fora do ringue com as suas conquistas legais. "Se algum outro julga poder confiar na carne, ainda mais eu." O que é verdade.

Mas ai vem três dos melhores versículos em toda a Bíblia. Na verdade a vitória que eu acabei de ganhar na competição da carne é uma pilha de lixo ( o termo em grego é skubala, v. 8). E a razão para ele usar uma palavra tão forte (lixo!) é a alternativa que é Cristo. Em comparação com Cristo, ser o melhor Fariseu de sua época era ser uma pilha de lixo podre.

Mas essa comparação é muito vaga. E Paulo não é vago! Ele não diz simplesmente que comparando com Cristo as conquistas legais são lixo; Ele é mais especifico. Ele diz que maior do que conquistas morais e religiosas é 1) Conhecer Cristo, 2) ganhar Cristo, e 3) ser encontrado em Cristo.

1. Conhecer Cristo. " Sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do em>conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; (v.8). "Conhecer" aqui não significa só saber o fato de que Jesus é Senhor. Mas sim o tipo de conhecer que promove a frase, "meu Senhor"! Ele conhece o Senhor supremo do universo (ver 2:9-11) como seu Senhor. Portanto, existem aqui dois aspectos sobre a paixão de Paulo por Cristo. Primeiro, é o conhecimento racional e relacional da pessoa mais importante do universo. A mente e o coração de Paulo estão cheios de Cristo. O segundo aspecto é que ele pertence a Cristo e é sujeito ao Senhor todo poderoso e todo protetor. Isso é melhor do que estar no topo de qualquer pilha humana.

2. Ganhar Cristo. "pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo" (v.8). "Ganhar" significa receber tudo que Cristo tem para nós no céu, e não só na terra. Paul já disse em outra passagem, "Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro." (v.21), porque "estar com Cristo, ... é ainda muito melhor;" (1:23). Ele disse também, " mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus." (3:12). Portanto, está claro que o que faz as conquistas humanas serem uma pilha de lixo em comparação a Cristo é o fato que logo logo ele vai se encontrar com o Rei -- de um jeito muito mais cheio, íntimo, admirável e satisfatório mais do que qualquer coisa que ele experimentou nessa vida. Ele sabia tanto sobre Cristo, que baseou nisso todo seu veredicto sobre as conquistas legais.

3. Ser encontrado em Cristo "... e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé" (v.9). Paulo estava sobrecarregado com o fato de que "em Cristo"-- ou seja, unido a Cristo através da fé-- ele possui uma justiça que é muito mais valiosa do que toda as suas conquistas legais jamais seriam. Paulo sabia que ele precisava viver um vida justa para poder ser aceito por Deus e também para poder ter prazer em toda a glória de Cristo para sempre. Ele não possuía essa justiça em si mesmo. Ele precisava do presente gratuito de justiça que vem de Deus. Deus deu a ele em Cristo.

Portanto Jesus Cristo era o tesouro que ele amava e ao mesmo tempo aquele que deu o direito dele possuir aquele tesouro. Só em Cristo é que Paulo tinha o direito de conhecer e ganhar a Cristo. E era só isso o que ele queria. Pois isso é o evangelho. É esse o significado do que dizemos aqui em Bethelehem Amando Cristo Juntos. Cristo é a única forma pela qual somos aceitos por Deus e também o objetivo do desejo dos nossos corações. Ele é a nossa justiça e a nossa recompensa. Em comparação a ele ( Conhecer Cristo, ganhar Cristo, e ser encontrado em Cristo) o resto é tudo lixo.

Amando Cristo junto com você

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org