Carta de amor a uma Lésbica

Carta de amor a uma Lésbica

Querida ________,

Eu só gostaria que você soubesse que eu entendo.

Eu entendo o que é amar uma mulher. De querer nada mais do que estar com ela para sempre. De se sentir como se o universo estivesse jogando um jogo cruel com seu coração quando deixou que ele se apaixonasse por uma criatura tão parecida com você.

Eu também era uma lésbica. Eu comecei a sentir atração por pessoas do mesmo sexo desde que tinha cinco anos de idade. E esses sentimentos não desapareceram durante o meu crescimento. Eles apenas amentaram. Muitas vezes eu tinha sentimentos pelas minhas amigas, mas eu tinha vergonha de adimitir para elas — muito menos a mim mesma.

Quando eu tinha 17 anos, eu finalmente decidi me deixar levar ao encontro desses desejos. Eu comecei a me relacionar com uma garota que se tornou a minha "primeira". A primeira vez em que nos beijamos, foi algo muito natural, como se essa sensação fosse o que estava faltando durante todo esse tempo. Depois dela veio uma outra mulher, depois mais uma. Os dois relacionamentos foram sérios, cada um durou um ano. Eu fui muito feliz durante os dois relacionamentos e eu amei essa duas mulheres de uma forma muito profunda. Tanto que chegou ao ponto em que eu desistiria de tudo, até mesmo da minha alma, para que eu podesse ser feliz com o amor delas aqui na Terra.

Em Outubro de 2008, quando eu tinha 19 anos, minha falsa realidade foi abalada por um amor muito maior — um amor que veio de fora, um amor do qual eu já tinha ouvido falar mas nunca tinha experimentado. Pela primeira vez eu fui confrontada com o meu pecado de tal forma que me fez refletir sobre tudo o que eu amava (meu ídolo), e todas as consequências desse amor. Eu olhei para minha vida e vi que até aquele momento eu tinha amado tudo menos a Deus, e que essas decisões seriam o que me levariam a morte, eternamente. Meus olhos foram abertos, e naquele momento eu passei a acreditar em tudo que Deus diz em sua palavra. Eu passei a acreditar que tudo que Ele diz sobre pecado, morte e inferno eram verdades absolutas.

E maravilhosamente, ao mesmo tempo em que o preço do meu pecado se tornou realidade para mim, a preciosidade da cruz se tornou também. A visão do Filho de Deus crucificado, carregando a ira que pertencia a mim, e um túmulo vazio representando a vitória sobre a morte — tudo o que eu tinha ouvido antes sem nenhum interesse se tornou uma revelação gloriosa de um amor inimaginável.

Quando eu entendi tudo aquilo que eu precisaria desistir, eu disse a Deus, "Eu não consigo deixar tudo e todos para trás sozinha. Eu amo demais o meu estilo de vida e as pessoas. Mas eu sei que o Senhor é bom e forte suficiente para me ajudar".

Agora, com 23 anos, eu posso dizer com toda honestidade que foi isso que Deus fez. Ele me ajudou a amar Ele mais do que qualquer coisa.

Agora porque que eu disse tudo isso? Eu dei uma pequena idéia do que era a minha vida porque eu quero que você saiba que eu entendo. Mas eu também gostaria que você entenda como é amar o Criador do universo. Querer nada mais do que estar com Ele para sempre. Sentir a graça Dele, a melhor novidade que já foi anunciada à humanidade. Ver seu perdão, vê-lo segurar um coração tão perverso em Suas mãos cheias de misericórdia.

Só que vivemos em uma cultura na qual histórias como a minha parecem impossíveis or ridículas, dependendo da audiência. Homossexualidade está em todos os lugares — na música, na TV, até mesmo nos esportes. Se você acredita em tudo o que a sociedade tem a dizer sobre homossexualidade, você passaria a acreditar que ela é completamente normal, até mesmo algo a ser admirado. Mas isso está longe da verdade. Deus nos diz que homossexualidade é um pecado, abominavél e não é natural (Levítico 18:22; 20:13; Romanos 1:18-32; 1 Coríntios 6:9-11; 1 Timóteo 1:8-10). Mas para falar a verdade, às vezes eu sinto como se a atração homossexual fosse algo natural.

Eu não acho impossível que esse seja o seu dilema também. Você sabe o que Deus fala sobre homossexualidade, mas o seu coração não se sente do mesmo jeito sobre o assunto; seu coração acha que é o certo. Deus diz que é algo abominável; mas seu coração acha que é um prazer. Deus diz que não é natural, mas seu coração acha que é normal. Você consegue ver que existe algo muito distinto entre o que Deus diz e a forma que o seu coração sente?

Portanto em que voz você deve acreditar?

Houve um período em minha caminhada com Cristo que passei por muitas tentações para que voltasse a ser lésbica. Essas tentações me fizeram duvidar da Palavra de Deus. As minhas tentações e desejos começaram a se tornar mais reais para mim do que a Biblia. Enquanto eu meditava e orava sobre estas coisas, Deus colocou no meu coração: "Jackie, você precisa acreditar que minha Palavra é verdade mesmo que vá de encontro à forma como você se sente" Nossa! É Verdade. Ou eu acredito na Palavra Dele ou eu acredito em meus sentimentos. Ou eu me volto para Ele para a satisfação dos desejos da minha alma, ou eu procuro satisfazê-los através de coisas menos importantes. Ou eu acredito no que Ele diz ou eu rejeito a verdade Dele como se fosse uma mentira.

O conflito com o homossexualismo é uma batalha de . A minha alegria está em Deus? Ele é suficiente? Ou eu ainda estou procurando por um poço de água para apagar uma sede que só Ele pode satisfazer? Esta é a batalha. É para mim, e é para você.

A decisão é sua, minha amiga. Eu oro para que você coloque sua fé em Cristo e para que você fuja das mentiras contadas pela sociedade que coincidem com a voz do seu coração — coração que as Escrituras dizem que é perverso e enganoso (Jeremias 17:9). Corra ao encontro de Jesus.

Você foi feita para Ele (Romanos 11:36). Ele é absolutamente tudo que você precisa! Ele é bom e sábio (Salmos 145:9). Ele é a origem de todo conforto (2 Coríntios 1:3). Ele é bondoso e paciente (2 Pedro 3:9). Ele é correto e fiel (Salmos 33:4). Ele é santo e justo (1João 1:9). Ele é o nosso Deus verdadeiro (Salmo 47:7). Ele é o nosso Salvador (Judas 1:25). E Ele está convidando você a ser não só uma serva, mas também uma amiga. Se um amor que perdura é o que você está procurando lá fora, está correndo atrás do vento, procurando o que nunca vai encontrar, pouco a pouco sendo destruída por esta procura.

Mas em Jesus, existe alegria completa. Em Jesus, existe um relacionamento que vale o mundo, pois Ele é tudo. Corra para Ele.

Jackie Hill Perry (@JackieHillPerry) is a poet and hip-hop artist from St. Louis who has been saved by a gracious God. Her latest album is called The Art of Joy.