O Estranho e Maravilhoso Milagre de se Sentir Amado por Deus

O Estranho e Maravilhoso Milagre de se Sentir Amado por Deus

De uma coisa eu tenho certeza intuitivamente: os caminhos de Deus são mais altos que os meus caminhos. O que significa: Se ele revela através da Bíblia suas maneiras de me amar, elas certamente serão chocantes.

A facilidade com que a raça humana se atreve a dizer a Deus como ele deve amar é de tirar o fôlego. Há apenas uma maneira de saber como Deus me ama: Ouvir o que ele me diz, e acreditar nele.

Uma das coisas que ele me diz na Bíblia é que ele amava Israel desde a eternidade de uma forma diferente da forma como ele ama as outras nações. E então ele me diz que existe um verdadeiro Israel composto de crentes no Messias Jesus, a quem ele amou desde a eternidade de uma forma diferente da forma como ele ama as outras pessoas. Isso é chocante.

Diferente de todas as nações

Tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, Deus se empenha em nos dizer isso. Como um príncipe contando a uma órfã suja e nojenta: Você é minha, eu te amo como a ninguém mais. Vou te erguer, te limpar, e casar contigo (Ezequiel 16:1-14).

Deus disse a Israel no exílio: "Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí" (Jeremias 31:3). Por trás de todos os atos divinos de amor na história de Israel estava o amor eterno. Ela era amada antes de existir.

"O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos... Mas, porque o Senhor vos amava"(Deuteronômio 7:7-8). Ele a amava de forma diferente de todas as nações, porque ele a amava. Não foi causado por ela. Foi antes dela existir.

Ele disse a ela que esse amor era para ela apenas, não para Esaú e os edomitas. "'Eu vos tenho amado', diz o Senhor. Mas vós dizeis: 'Em que nos tens amado?' 'Não era Esaú irmão de Jacó?' disse o Senhor; todavia amei a Jacó, e odiei a Esaú" (Malaquias 1:2-3). Isso é chocante. Será que vamos ouvir? Ele amava Israel. Com exclusividade. Desde a eternidade.

Crentes no Messias

No Novo Testamento, Paulo deixa claro que o tempo todo existia um verdadeiro Israel, um remanescente dentro da nação de Israel — os que realmente confiam no Messias Jesus. "Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus" (Romanos 2:29). "Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência" (Romanos 9:8).

E esses "filhos de Deus", ele continua a dizer, estão "não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios" (Romanos 9:24). "Todo aquele que nele crer não será confundido. Porque não há distinção entre judeu e grego" (Romanos 10:11-12).

Então, ele deixa claro que estes verdadeiros judeus — estes filhos de Deus, esses crentes no Messias — tem sido amados por Deus desde a eternidade, diferentemente de todas as outras pessoas.

Amados com um grande amor

"Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo... em amor nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo" (Efésios 1:4-5). Ele nos amou antes de sermos criados ou adotados — ou casados. Como um príncipe olhando para um reino de traidores perversos e escolhendo como sua esposa uma que o desprezasse.

Isto é o que ele me diz na Bíblia sobre como Ele me ama. Ele me salvou "segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada [a mim] em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos" (2 Timóteo 1:9). Antes da criação ele já me amava assim.

Paulo chama isso de "grande amor". E o que o torna grande, diz ele, é que por causa dele, Deus apareceu para mim, em minha condição sangrenta, suja, traiçoeira, de coração amortecido, e me deu vida. "Pelo grande amor com que nos amou, Deus nos deu vida com Cristo" (Efésios 2:4-5). Grande amor nos deu vida.

Isso é chocante. Isso é muitas vezes mais do que posso suportar. Ele me encontrou morto "como o resto da humanidade" (Efésios 2:3). Mas ele não me deixou morto, no entanto, que é o que eu merecia. Ele olhou para o meu túmulo fedorento e disse: "João, vem para fora" (João 11:43). Ele me deu o dom da fé (Efésios 2:8, Filipenses 1:29). Ele me adotou. Ele me incluiu em seu povo, sua noiva.

Você se renderá?

Este é um mundo de amor que é diferente de tudo que conhecemos entre os homens. Entender esse amor, sentir este amor, não é natural. Para conhecer este amor, sentir este amor pelo que ele é, exige a experiência deste amor, que é a atuação deste amor em si mesmo.

Você quer ser amado assim? Talvez não. Certamente seria natural exigir que Deus amasse mais democraticamente, mais universalmente — que ele não escolhesse Israel dentre todas as nações, que não escolhesse uma noiva dentre todas as pessoas. Talvez você não queira ser amado assim.

Mas se você entende o que ele está dizendo, e se você quer ser amado deste modo, então ceda a esse amor que já está trabalhando em você, e abraçe sua incorporação plena, Jesus, o Filho de Deus e Messias. "Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo." (Romanos 10:9). Você vai descobrir que tem sido amado com um grande amor por toda a eternidade. Eu oro para que você o faça.

John Piper (@JohnPiper) is founder and teacher of desiringGod.org and chancellor of Bethlehem College & Seminary. For 33 years, he served as pastor of Bethlehem Baptist Church, Minneapolis, Minnesota. He is author of more than 50 books.