Algumas Bênçãos Agradáveis do Cristianismo Masculino

(Esse esboço provem de notas tomadas durante a mensagem.)

Por “Cristianismo masculino,” quero dizer que (embora palavras sejam inadequadas):

A teologia, igreja e missão estão marcadas por uma liderança masculina dominante, e um etos de força bondosa, coragem contrita, decisões arriscadas, prontidão para se sacrificar, proteger e sustentar a comunidade – a percepção de um grande e majestoso Deus tornando os homens amorosamente fortes e as mulheres inteligentemente seguras.

Nesse etos…

1. O homem é livre para possuir traços femininos sem ser efeminado, e a mulher é livre para ter traços masculinos sem ser “Maria-rapaz.” (As mulheres mais admiráveis possuem traços masculinos e os homens mais admiráveis têm traços femininos: masculinidade e feminilidade desequilibrada não são tão admiráveis).

2. O homem é devidamente atraído para a vida cristã quando não parece que ele deve se tornar efeminado para ser cristão. (Domínio de liderança feminina mina o senso adequado do chamado de um homem para ser um líder, protetor e provedor).

3. A mulher é mais apropriadamente atraída para uma vida cristã que destaque o lugar correto de homens humildes, fortes e espirituais na liderança. Isso dá uma sensação de alívio e segurança. Faz com que elas sintam um lugar nos os homens em sua vida podem aprender a tomar a iniciativa sem serem dominadores.

4. Somos livres para celebrar mulheres de Deus fortes e corajosas, que amam a visão bíblica da complementaridade, sem uma sensação de arbitrariedade. O homem é tão claramente forte e seguro em sua liderança que não é ameaçado por mulheres que são espiritualmente maduras e eficazes no ministério.

5. O homem é despertado para as suas responsabilidades em casa, pois precisa liderar, proteger e sustentar a família. Uma definição clara de masculinidade ajuda um homem a tomar responsabilidade.

6. Líderes e pais jovens adquirirão uma definição clara de como responder à pergunta de um garoto: “Papai, o que significa crescer e ser um homem, e não mulher?” E uma definição clara de como responder à indagação de uma garota: “Mamãe, o que significa crescer e ser uma mulher, e não homem?”

7. O significado de masculinidade e feminilidade no solteirismo será mais claro e uma vida de celibato sem relações sexuais será mais inteligível e suportável. (As definições de masculinidade e feminidade em What’s the Difference? não são específicas para casados.)

8. Os grupos de louvor não são controlados por mulheres, e as canções escolhidas não são dominadas por um sentimento unilateral de intimidade ou majestade. A presença de homens masculinos e de teologia e música forte dão à adoração coletiva um senso de força que ajuda os homens a descobrir e expressar a plenitude das emoções para com Deus, que o próprio Deus exige.

9. O Deus da Bíblia será mais plenamente retratado e conhecido do que onde o tom é mais feminino. O Deus da Bíblia é esmagadoramente poderoso, autoritário e freqüentemente violento. Ele é o Senhor e Rei, Mestre, Soberano, Pai e Governador. Sua ternura, bondade e paciência brilham na beleza delas porque aparecem nessa luz dominante. As mulheres precisam de um etos desse tipo, para que possam relaxar e crescer mais sem temer que devam trabalhar para criar o etos do esplendor de Deus, para que não seja perdido, pois os homens não estão falando e modelando o mesmo.

10. A pregação é mais prontamente valorizada. Pregação é uma “exultação expositiva” – uma forte aclamação da grandeza de Deus e um apelo apaixonado a uma resposta irrestrita a Ele. O medo de uma pregação forte é parte da efeminação da igreja, e a forma como Deus é e aparece na Bíblia não é conhecida onde a pregação é simplesmente casual e conversacional.

11. Uma mente e um estilo de vida alerta serão mais naturais. E é isso que o mundo precisa de nós – prontidão de entregar nossas vidas por uma causa grande e global, fazendo todo o sacrifício necessário para colocar a palavra de Cristo nos lugares mais inóspitos.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org