A Bíblia Permite Divórcio em Caso de Adultério?

A Bíblia Permite Divórcio em Caso de Adultério?

Eu acho que não. Eu não acho que a Bíblia permita divórcio e novo casamento em hipótese alguma enquanto o cônjuge estiver vivo. Esta é minha radical, louca, conservadora, estrita, intransigente, muito necessária visão em nossa "cultura feliz" de divórcio.

A Bíblia permite divórcio em caso de adultério, mesmo se o adúltero se arrepende? Eu suponho que Mateus 5:32 e 19:9 estão por trás desta pergunta. Estas são as duas excessões no Novo Testamento: "Se um homem divorcia uma mulher, exceto por_______ [a palavra grega aqui é porneia] e se casa com outra, ele faz com que ela cometa adultério".

Porneia é às vezes traduzido como "prostituição", ou "imoralidade". Porneia mais comumente significa "fornicação", e é por isso que eu tenho essa interpretação diferente que muito poucas pessoas seguem. Eu acredito que aqui em Mateus esta palavra se refere à fornicação, ou seja, o sexo antes do casamento.

Ou seja, Jesus não está dizendo, ao proibir o divórcio e novo casamento, que um pecado sexual antes do casamento deve proibi-lo de se casar. E ele disse isso porque José e Maria estavam passando por esta situação em Mateus, que é o livro em que essas cláusulas de exceção aparecem. José pensou que Maria estivesse nessa situação, e por isso ele ia repudiá-la e não se casaria com ela, porque ele era um homem justo e não queria se casar. E Jesus está dizendo: "Eu não tenho essa situação em mente quando eu proíbo o divórcio."

Portanto eu não acho que há uma exceção para o adultério no Novo Testamento.

Mas, mesmo se você deixar de lado tudo o que acabo de dizer aqui, leia Efésios 5, onde está escrito: "Maridos, amai as vossas mulheres como Cristo amou a igreja".

Bem, a igreja já cometeu adultério alguma vez? Comete diariamente?

Então, como um marido cristão pode dizer a uma esposa penitente e adúltera: "Você fez isso, e quebrou o casamento! Acabou, e por isso estou indo oficializar no tribunal." Eu não consigo ver como qualquer marido cristão poderia falar ou se sentir desta maneira diante de uma esposa quebrantada e arrependida. E eu acho que mesmo que ela não esteja quebrantada e arrependida ele deveria esperar e esperar e orar e orar.

Esta é uma lição difícil de ensinar.

Eu li um livro escrito por Geoffrey Bromiley entitulado God and Marriage (Deus e Casamento), aproximadamente 120 páginas. Ele é dividido em duas sessões: O Deus Trinitário do Antigo Testamento e o Casamento, e O Deus Trinitário do Novo Testamento e o Casamento. E ele chama a atenção para o fato de que no Antigo Testamento todo casamento é um casamento apodrecido. São todos dolorosos. Ele considera o casamento de cada patriarca e mostra o quão horrível eles eram.

Tem poligamia envolvida, tem concubinas envolvidas. Todo casamento que você observar no Antigo Testamento é horrível! E não há divórcio em lugar algum do Antigo Testamento entre os patriarcas. Todos eles suportaram. Todos eles perseveraram bravamente. Mas era uma confusão só! Era horrível.

E Deus, no fim das contas, nunca se divorcia do seu povo. Há separações: ela vai para o exílio na Babilônia. E tem uma linguagem que é como um divórcio. É preciso ter cuidado em Jeremias! Ele diz que ele deu a ela uma carta de divórcio, mas não foi realmente isso. Ele mandou-a embora e, em seguida, ele disse: "Meu coração se aquece por você. Vou trazê-la de volta!" E também Oséias que ilustra isto ao se casar com uma prostituta.

Foi uma experiência realmente forte para mim, em uma certa fase do meu casamento, ouvir Bromiley mostrar com ilustração após ilustração quantos casamentos ruins havia no Antigo Testamento e como nenhum deles terminou em divórcio.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org