Todo o Que É Nascido de Deus Vence o Mundo

Uma Visão Abrangente da Primeira Epístola de João

Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido. 2 Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e praticamos os seus mandamentos. 3 Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos, 4 porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. 5 Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê ser Jesus o Filho de Deus?

Estamos nos aproximando do final da nossa série sobre o novo nascimento. Falta-nos focar por algumas semanas nos efeitos, ou evidências, do novo nascimento: Quais são os sinais em sua vida de que Deus operou o seu novo nascimento? E então, fecharemos o tema olhando as suas implicações no evangelismo. Se Deus é aquele quem decisivamente opera o novo nascimento nos corações de pecadores espiritualmente mortos, então qual é o papel daqueles que amam estes pecadores e querem vê-los salvos? É para este ponto que vamos caminhar, se Deus quiser, nas próximas semanas.

Agora, focando nos efeitos do novo nascimento, nos voltamos para o livro da Bíblia que é quase que totalmente dedicado a responder a esta pergunta, a saber, a primeira epístola de João. Eu tenho um comentário centenário de 1 João em casa chamado Os Testes da Vida, de Robert Law. 1 Este é um bom título. Ele quer dizer que João escreveu esta epístola para prover à igreja alguns testes, ou critérios, para reconhecer se temos vida espiritual, ou seja, se nós nascemos de novo.

Testes de Vida Regenerada em 1 João

Uma das coisas mais produtivas que você pode fazer comigo ao longo das duas próximas semanas é ler 1 João, já que pregarei várias mensagem a partir deste livro. 1 João tem só quatro páginas na minha Bíblia. Se você mergulhar comigo neste livro maravilhoso, penso que Deus irá usá-lo, em conjunto com estas mensagens, para operar mais profundamente a fé e o amor em sua vida.

Para encorajá-lo nisso, permita-me dar-lhe uma visão geral do que eu quero dizer quando afirmo que 1 João foi escrita para te ajudar a reconhecer que você nasceu de novo. O sermão de hoje é quase como um panorama, como um breve olhar sobre 1 João 5:3-4 próximo do final. O impacto geral deste livro em mim tem sido bastante significativo. Espero que assim seja para você.

Por Que João Escreveu Esta Epístola?

Primeiramente, por que João disse que escreveu esta epístola? Ele usa formas distintas para dar a razão de tê-la escrito. Vamos analisá-las na ordem em que aparecem. Acompanhem comigo.

1 João 1:4: "Estas coisas, pois, vos escrevemos para que a nossa alegria seja completa." João abraça abertamente o Prazer Cristão. A alegria da segurança deles seria a sua alegria. E ele a quer muito. É bom querer este tipo de alegria.

1 João 2:1: "Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo." Ele espera que este livro lhes dê um novo estímulo para vencer o pecado. E parte de seu método de ajudá-los a vencer o pecado é assegurar-lhes que suas falhas não serão fatais à sua vida eterna.

1 João 2:12-13: "Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados, por causa do seu nome. Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque tendes vencido o Maligno." Em outras palavras, ele está cheio de esperança de que aqueles para quem está escrevendo são crentes verdadeiros. Eles são perdoados. Eles conhecem, sim, a Deus. Eles têm vencido o maligno.

1 João 2:21: "Não vos escrevi porque não saibais a verdade; antes, porque a sabeis, e porque mentira alguma jamais procede da verdade." A mesma coisa aqui: minha epístola não é para iniciá-los na vida cristã, mas confirmar que já estão nela.

1 João 2:26: "Isto que vos acabo de escrever é acerca dos que vos procuram enganar." Ele está preocupado com falsos ensinos. Esta epístola pretende protegê-los daqueles que iriam desviá-los. Em outras palavras, o fato de que nascemos de novo não significa que não precisemos mais de admoestações.

1 João 5:13: "Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus." Isto é o que predomina nesta epístola. A maior parte do que está aqui é planejado para fornecer testes de vida: "Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna." Isto é, para que saibam que já nasceram de novo, da morte para a vida.

Resumir todas estas razões para escrever 1 João seria algo como: Estou escrevendo porque vocês são crentes verdadeiros, mas há enganadores entre vocês, e eu quero que sejam inabalavelmente confiantes em sua posse atual da vida eterna como filhos de Deus regenerados, para que vocês não se desviem após pecar. E se esta epístola cumprir este propósito, então minha alegria será completa. Portanto, no centro de sua motivação para escrever está o desejo de ajudá-los a reconhecer que são nascidos de novo — que eles agora têm vida espiritual. Vida eterna.

Onze Evidências do Novo Nascimento

Considere mais um panorama antes que foquemos em 1 João 5:3-4. Penso que Deus quer que este livro, em sua totalidade, tenha impacto sobre nós. Ele é dominado pela preocupação em prover "testes de vida", ou efeitos, ou evidências do novo nascimento. Ele dá pelo menos onze evidências de que somos nascidos de novo. Nós poderíamos, provavelmente, resumi-las a fé e amor. Mas por ora, deixemos que elas permaneçam da forma como ele as diz. Aqui estão:

1. Aqueles que são nascidos de Deus guardam os seus mandamentos.

1 João 2:3-4: "Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade."

1 João 3:24: "E aquele que guarda os seus mandamentos permanece em Deus, e Deus, nele."

2. Aqueles que são nascidos de Deus andam como Cristo andou.

1 João 2:5-6: "Nisto sabemos que estamos nele: aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou."

3. Aqueles que são nascidos de Deus não odeiam os outros, mas os amam.

1 João 2:9: "Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora, está nas trevas."

1 João 3:14: "Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; aquele que não ama permanece na morte."

1 João 4:7-8: "Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor."

1 João 4:20: "Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso."

4. Aqueles que são nascidos de Deus não amam o mundo.

1 João 2:15: " Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele."

5. Aqueles que são nascidos de Deus confessam o Filho e o recebem (o têm).

1 João 2:23: "Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o Filho tem igualmente o Pai."

1 João 4:15: "Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus."

1 João 5:12: "Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida."

6. Aqueles que são nascidos de Deus praticam a justiça.

1 João 2:29: "Se sabeis que ele é justo, reconhecei também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele."

7. Aqueles que são nascidos de Deus não vivem na prática do pecado.

1 João 3:6: "Todo aquele que permanece nele não vive pecando; todo aquele que vive pecando não o viu, nem o conheceu."

1 João 3:9-10: "Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão."

1 João 5:18: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca."

8. Aqueles que são nascidos de Deus possuem o Espírito de Deus.

1 João 3:24: "E nisto conhecemos que ele permanece em nós, pelo Espírito que nos deu."

1 João 4:13: "Nisto conhecemos que permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu Espírito."

9. Aqueles que são nascidos de Deus escutam com submissão à Palavra apostólica.

1 João 4:6: "Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro."

10. Aqueles que são nascidos de Deus creem que Jesus é o Cristo.

1 João 5:1: "Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus."

11. Aqueles que são nascidos de Deus vencem o mundo.

1 João 5:4: "Todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."

Duas Conclusões Erradas

Um dos efeitos de todos aqueles "testes de vida" é nos saturar com o senso de que João pode estar dizendo: "Se você é nascido de novo, você é perfeito. Se você é perfeito, você absolutamente não peca mais. Não há derrota na vida cristã. Há somente vitórias".

Outro efeito que estes testes podem ter sobre nossas mentes é fazer-nos pensar que podemos perder a nossa salvação. Isto é, que podemos ser regenerados por um tempo e, então, começar a falhar nestes testes e morrer, e assim perder a vida espiritual que nos foi dada no novo nascimento.

Dois Esclarecimentos Importantes

João está bem ciente de que suas palavras poderiam ser interpretadas destas formas errôneas. Portanto, ele mostra explicitamente, assim como qualquer outro escritor do Novo Testamento, que não é este o caso: cristãos não são isentos de pecados, e pessoas regeneradas não podem perder sua vida espiritual e acabarem em perdição.

Ele diz em 1 João 1:8-10, "Se dissermos que não temos pecado nenhum [tempo presente], a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados [tempo presente], ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós." Portanto, João se esforça para dizer que este "andarmos na luz" (1:7) não significa andar de forma absolutamente perfeita. Significa que quando você tropeça, a luz de Cristo te faz ver, e detestar, e confessar isto, e seguir em frente com Cristo.

E João é igualmente zeloso em assegurar que não venhamos a inferir destes "testes de vida" que podemos nascer de novo e, mais tarde, perder nossa vida e cair em perdição. 1 João 2:19 é uma das mais claras afirmações na Bíblia de que há uma outra forma de entender o que ocorre quando uma pessoa abandona a igreja. Ele diz, "Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos."

Repare em três coisas que João diz para nos proteger de entendê-lo mal. 1) Aqueles que pareceram ter nascido de novo e abandonaram a fé, nunca foram regenerados — eles nunca foram dos nossos. "​Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos." Em outras palavras, a explicação não é que eles tivessem perdido sua regeneração. Eles nunca a tiveram. 2) Aqueles que são verdadeiramente regenerados ("dos nossos") irão perseverar em fé até o fim. Verso 19b: " porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco." Persistência não é a causa do novo nascimento. O novo nascimento é a causa da persistência, e a persistência é a evidência do novo nascimento. 3) Deus frequentemente deixa claro quem são os falsos cristãos na igreja por meio de sua rejeição final à verdade e ao povo de Deus. Verso 19c: "eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos." Ficava claro. E frequentemente isto se torna claro hoje.

Você deve se lembrar de que um destes testes de vida em 1 João 4:6 era que aqueles que verdadeiramente conhecem a Deus, ouvem o ensino apostólico. Eles amam este ensino e se apegam a ele. "Aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve." Estas pessoas escutaram por um tempo. A semente da palavra brotou com alegria (Lucas 8:13), e pareceu como se eles houvessem realmente nascido de novo. Mas então, tempos difíceis e os cuidados, e riquezas, e prazeres da vida os arrebataram, mostrando que eles nunca tinham sido regenerados.

Uma Corrente de Três Elos em 1 João 5:3-4

Após esta longa introdução a 1 João, iremos simplesmente olhar por alguns minutos para 1 João 5:3-4 e preparar o terreno para um tratamento mais completo na próxima semana. Olhe para a sucessão de ideias nos versos 3 e 4. Isto é tudo que teremos tempo de ver hoje. E então, mais tarde, deveremos detalhar como isto acontece, de fato, na prática. Eis os três elos da corrente de pensamento: "[Primeiro elo] ​Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos, [Segundo elo] ​porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; [Terceiro elo] e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."

Primeiro elo: O amor a Deus é expresso na obediência aos seus mandamentos, através de um espírito que não age como se isso fosse penoso. Verso 3: "Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos." A característica do amor por Deus é uma obediência alegre, não uma obediência de má vontade.

Segundo elo: O alicerce desta disposição obediente é o poder do novo nascimento de vencer o mundo. Verso 4a: "porque [significando a base daquilo que veio antes!] todo o que é nascido de Deus vence o mundo." Nosso amor por Deus o obedece livre e alegremente, porque no novo nascimento a maldição do mundo é quebrada e perde o seu poder. Quando o mundo perder o seu poder de atração por causa do novo nascimento, Deus e sua santa vontade se tornam atrativos. Não penosos. Como isto funciona?

Terceiro elo: Este poder para vencer o mundo, que quebra a maldição do pecado e torna bela a vontade de Deus, e não penosa, é a nossa fé. Verso 4b: "e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."

Evangelho, Novo Nascimento, Fé e Obediência com Alegria

Portanto a sucessão de ideias é assim: o novo nascimento ocorre conforme somos trazidos ao contato com a viva e duradoura palavra, o evangelho. O primeiro efeito deste novo nascimento é que nós vemos e recebemos a Deus, a seu Filho e sua obra, e a sua vontade como sendo supremamente belos e valiosos. Isto é fé. Esta fé vence o mundo, ou seja, ela supera o poder escravizador do mundo para ser nosso tesouro supremo. A fé quebra a maldição escravizadora da sedução do mundo. Ao fazer isso, a fé nos leva à obediência com liberdade e alegria. Deus e sua santa vontade se mostram belos, e não penosos. O novo nascimento desvenda os olhos. Vemos as coisas como elas são. Somos livres para obedecer com alegria.

Que Deus confirme a realidade espiritual de milhares de pessoas regeneradas em Bethlehem ao vencerem o poder do mundo em nossas vidas. "Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org