Deus nos confirma pelo Evangelho

25 Àquele que é poderoso para vos confirmar, segundo o meu evangelho, e a pregação de Jesus Cristo — conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos, 26 mas agora se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas, segundo o mandamento do Deus eterno, para a obediência da fé, entre todas as nações, 27 ao Deus único e sábio seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos! Amém.

Hoje, começamos o último parágrafo da magnífica carta de Paulo aos Romanos. Pelo menos alguns de vocês farão a pergunta: “Quase terminamos a carta aos Romanos?”. A maioria de vocês não estava aqui quando começamos a pregar sobre a carta em 26 de abril de 1998, há sete anos e meio. Muitos de vocês datam a chegada à igreja de Bethlehem pelo capítulo de Romanos de acordo com sua vinda à igreja. Agora, o tempo final se aproxima. A fim de remover todo suspense e ajudá-lo a se preparar para a transição, vou lhe dizer o plano.

Uma aterrissagem gradual e lenta no advento.

Esse último parágrafo de Romanos 16,25-27 une temas fundamentais da carta que provê uma boa maneira de se aproximar dela em uma aterrissagem lenta e gradual. Nosso voo de sete anos juntos não terminará com uma descida abrupta. Esse voo é em um jato grande e ele não desaparece no céu semelhante a um Piper-Cub 1. Meu plano é gastar cinco semanas nesses três versículos, ou seja, espero terminar a carta de Romanos no domingo, 24 de dezembro, o dia antes do Natal — as vésperas de Natal parecem se ajustar a um clímax. Você oraria comigo para que Deus fizesse desses domingos de advento (começando na próxima semana) a temporada mais eficaz que jamais conhecemos quanto a exaltar Cristo e ver pessoas convertidas à fé e serem edificadas nele.

Doxologias atraem atenção para a Glória de Deus

Os últimos três versículos da carta aos Romanos são o que geralmente chamamos de doxologia. A palavra doxologia procede da palavra grega doxa (significa glória) e logos (significa palavra). Desse modo, doxologia é uma palavra que atribui glória a Deus. A convicção por trás das doxologias do Novo Testamento é que tudo existe e tudo acontece para atrair atenção para a glória de Deus. É por essa razão que as doxologias tendem a ocorrer em momentos climáticos e finais da pregação ou carta. Eu me junto a Paulo em afirmar que tudo o que tenho dito até agora, eu oro e atraio toda a atenção para a glória de Deus.

Portanto, Paulo começa sua doxologia de encerramento no versículo 25: “Àquele...”, e à medida que escreve o texto, Paulo tem em mente as palavras finais da doxologia sobre atribuir glória a Deus, mas ele não pode simplesmente anunciar a conclusão da carta dessa forma: “Ora, a ele seja a glória”. Em vez disso, ele insere frase após frase sobre Deus, isto é, Deus o Pai e a respeito de seu evangelho que foi escrito com respeito a ele em 16 capítulos. Então, ele retorna à atribuição da glória no versículo 27, as últimas palavras da carta. Por conseguinte, Paulo escreve o princípio e a conclusão juntos a partir do começo do versículo 25 “Àquele...”, mais o versículo 27: “ao Deus único e sábio seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos! Amém.”

Esse não é o único lugar onde Paulo usou uma doxologia. Houve uma em Romanos 11,36 no clímax dos primeiros 11 capítulos antes que Paulo começasse a revelar as implicações mais imediatas sobre que havia ensinado: “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém! (veja também: Filipenses 4,20 e Efésios 3,20-21).

E Paulo não foi o único a amar doxologias. Pedro disse em 1 Pedro 4,11: “[...] a quem pertence (Deus) a glória e o domínio pelos séculos dos séculos! Amém.”. João, o apóstolo, declarou em Apocalipse 1,5-6: “[...] Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados, e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos! Amém.”. E Judas, o irmão do Senhor, escreveu a doxologia mais famosa de todas “Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da sua glória, ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, Senhor nosso, glória, majestade, império e soberania, antes de todas as eras, e agora, e por todos os séculos! Amém.”.

Desse modo, quando você ouvir uma doxologia pronunciada ou cantada, saiba que ela é uma forma bíblica e apostólica de falar arraigada na verdade absolutamente fundamental e abrangente de que tudo existe para atrair a atenção à glória de Deus.

É sobre isso que estamos tratando nas últimas cinco semanas de sermões em Romanos. Ela é muito longa para uma doxologia e muito densa sobre a verdade de Deus e do Evangelho. Você pode estar certo de que, quando Paulo termina, para ele, foi a mais longa e a mais magnífica carta que jamais escreveu, ele não empregaria palavras para serem desperdiçadas. Cada palavra é relevante. Essas são suas últimas palavras aos Romanos. Elas poderiam ser as últimas para você. Espero que você ouça cuidadosamente e espero que você retorne nestas últimas semanas do ano para ver os cinco ângulos dessa doxologia.

Deus usa o Evangelho para confirmar os cristãos

Hoje quero fundamentalmente focar na afirmação de que Deus confirma seu povo de acordo com seu Evangelho. O versículo 25: “Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho”. Tudo o que Paulo afirma nos versículos 25 e 26 é uma revelação do evangelho que confirma os cristãos. Esse evangelho que confirma é “a pregação de Jesus Cristo” (v. 25b). Jesus é a realidade central do Evangelho. Esse Evangelho “é, conforme a revelação do mistério, guardado em silêncio nos tempos eternos” (25c). Esse é o mistério que os gentios — as nações — são plenos coerdeiros com os judeus crentes pela fé em Cristo Jesus (Efésios 3,6). Essa boa–nova, “que agora se tornou manifesta” (v. 26a), e, embora estivesse oculta em épocas passadas, são, de fato, as “escrituras proféticas” do Antigo Testamento (v. 26b) que Paulo utiliza para revelar o mistério para “todas as nações” (v. 26b). E tudo dessa boa-nova para as nações foi “o mandamento do Deus eterno” e tem como alvo “a obediência da fé” (v. 26c).

Tudo isso é uma revelação do Evangelho no versículo 25 que Deus usa para confirmar cristãos de modo que eles, de fato, haverão de perseverar na obediência da fé e atrairão toda a atenção para a glória de Deus.

Portanto, o foco hoje é no fato maravilhoso: no fim dessa carta, quando Paulo coloca as palavras de sua doxologia conclusiva em seus lábios, ele escolhe atribuir a Deus, que é capaz de confirmar você com o Evangelho. Quando ele conclui por chamar toda a atenção para a glória de Deus, ele o faz de uma maneira que a glória reluz mais brilhantemente por Deus confirmar você e seu povo, os que creem no Evangelho.

O Deus que confirma para sua Glória

Agora, há algo maravilhoso aqui que não quero ignorar tão rapidamente para você não perder. Permita-me dizer o óbvio novamente e então vou me prolongar no menos óbvio. O fato óbvio é que de todas as coisas que Paulo poderia ter dito sobre o que Deus faz ou tem feito para atrair a atenção à sua glória, de todos os grandes atos de Deus e todas as grandes habilidades de Deus; ele escolhe enfatizar uma coisa: “Àquele que é poderoso para vos confirmar... seja dada a glória pelos séculos dos séculos!”. Ele afirma que Deus é sábio e ocultou algo por eras e revelou algo pelas nações e fez tudo isso pelo seu mandamento eterno. Sim. Mas o modo como Paulo arquiteta sua doxologia, tudo serve para embasar e explicar esse fato principal: Deus é poderoso para confirmar você. “Àquele que é poderoso para confirmar você… seja dada glória pelos séculos dos séculos!”.

Agora, este é o fato óbvio. Aqui está o fato que é menos óbvio, mas claro como o cristal, uma vez que alguém atraia nossa atenção para ele. Muitos reis na história e muitos ditadores hoje pretendem conquistar glória. Eles querem ser conhecidos como fortes, ricos e sábios. E como fazem isso? Tornando seus cidadãos fracos, pobres e incultos. Um povo educado é uma ameaça a um ditador. Uma classe média próspera é uma ameaça a um ditador. Um povo forte é uma ameaça à força de um ditador. Portanto, o que eles fazem? Eles asseguram o poder por manterem seus povos frágeis. Conquistam a glória por pisarem nas costas de um povo subjugado. Apenas observe o regime de Islom Karimov no Uzbequistão. E poderíamos mencionar muitos outros pequenos reis que mantêm seus povos frágeis de modo que se tornam fortes e ricos.

A Glória de Deus na confirmação do Evangelho

Agora, contraste a forma pela qual Paulo atrai atenção para a glória de Deus. Se algum rei teve o direito de manifestar toda a sua glória por pisar nas costas de um povo rebelde, esse rei é Deus. Mas o que ele faz? Manifesta sua glória por confirmar seu povo. “Àquele que é poderoso para vos confirmar… seja dada glória pelos séculos dos séculos!”. Deus magnifica sua glória por confirmar vocês com seu Evangelho. Deus não se sente ameaçado devido à confirmação de vocês de forma alguma. De fato, quanto mais confirmados na fé, esperança e amor vocês sejam através do Evangelho de Jesus Cristo, mais supremo ele se revela. Deus não assegura seu poder por manter seu povo fragilizado. Ele magnifica a glória de seu poder por confirmar seu povo. “Àquele que é poderoso para vos confirmar... seja dada glória”.

Portanto, quando Paulo faz da glória de Deus a meta definitiva do Evangelho — quando ele encerra sua mais magnífica de todas as cartas ao atrair a atenção para o supremo valor da glória de Deus — isso não são más notícias para nós. A menos que queiramos essa glória para nós mesmos. Por que isso não são más novas para nós? Porque nosso Deus atrai a atenção para sua glória por confirmar seu povo. Quanto maior for a glória de Deus, mais recursos há para nossa confirmação. Quanto mais multiforme e maravilhosa é a glória de Deus, mais multiforme e maravilhosa é a fonte de nossa confirmação. “Àquele que é poderoso para vos confirmar... seja dada glória pelos séculos dos séculos!”.

Confirmação no evangelho

Que tipo de confirmação Paulo diz que Deus é poderoso para conceder? Bem, Deus pode conceder qualquer tipo de confirmação que deseje — “Com o meu Deus, salto muralhas” (Sl 18,29). Mas aqui ele quer dar a entender o mesmo tipo de confirmação a que se referiu em Romanos 1,11-12: “Porque muito desejo ver-vos, a fim de repartir convosco algum dom espiritual, para que sejais confirmados (stērikthēnai, a mesma palavra em Rm 16,25), isto é, para que, em vossa companhia, reciprocamente nos confortemos por intermédio da fé mútua, vossa e minha”. A substância dessa confirmação é a fé em Jesus Cristo.

Confirmação para mulheres pelo Evangelho

Não é uma confirmação de que o mundo conhece ou concede. Mulheres, garotas adolescentes, o que imaginam quando pensam em ser uma mulher forte? Ou garotas, quando vocês pensam em crescer para serem as mulheres fortes que vocês sonham? Esclarecer esse fato é importante porque Deus deseja que vocês sejam confirmadas, e ambas, a Bíblia e a experiência, dizem-lhes que, em um sentido, vocês são os vasos frágeis (1 Pedro 3,7). Noventa e cinco por cento dos homens adultos no mundo são fisicamente mais fortes que 95% das mulheres adultas. Quando vocês sonham em serem as mulheres fortes que vocês deveriam sonhar?

O mundo dirá a vocês três formas de buscar força: uma é ser sensual, vestir-se de forma sensual, agir de forma sensual, porque os homens são sugadores. Vocês podem ter poder sobre eles dessa forma. A outra forma é ser afirmativa, poderosa, agressiva, autoconfiante. E terceiro, ser inteligente e se mover por todos os canais de influência até atingir as posições de poder. Nenhuma dessas formas é a confirmação de que Paulo está falando a respeito quando declara: “Àquele que é poderoso para vos confirmar...”.

Paulo tem em mente a confirmação interior que Pedro mencionou para as mulheres em 1 Pedro 3,6 em que diz às mulheres para serem como Sara e as mulheres santas do passado: “... vós vos tornastes filhas, praticando o bem e não temendo perturbação alguma”. E o tipo de confirmação que Provérbios 31,25 fala quando enuncia: “A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações”.

Em outras palavras, mulheres, garotas, sonhem em ser muito confiantes em Deus e vocês são para ele como filhas do rei do universo e o que ele faz por vocês e as promessas que ele têm para cumprir em suas vidas e ser para vocês em Jesus Cristo para que não temam nada, somente a Deus e não tenham preocupação com o dia de amanhã — não importa o que o dia reserve. Sensualidade — eu prometo que vocês a perderão — e o homem que vocês conquistarem com isso não é o tipo de homem que desejam. Com afirmação, vocês alienarão as verdadeiras pessoas que desejariam que estivessem ao redor de vocês. Corredores do poder, eles são como grama: o vento passa e eles desaparecem. Mas a confirmação que Deus concede pelo Evangelho subsiste para sempre. “Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho... seja dada glória pelos séculos dos séculos!”.

Confirmação para os homens pelo Evangelho

Homens, rapazes, e quanto a vocês? O que pensam quando sonham em serem confirmados? Que vocês podem algum dia segurar uma lata de Altoids 2 e parecer “curiosamente fortes?” Ou ser o melhor jogador em um esporte? Ou ser o mais astuto corretor da bolsa de valores e ter o poder financeiro? Ou ser educado e ler o Atlantic Montlhly 3 e ouvir o NPR 4 e citar nomes desconhecidos em conversas de coquetel?

Não. Somente um tolo deseja o poder fugaz e o poder se evapora justamente quando se mais precisa dele. Vou lhe dizer o tipo de poder que Deus é capaz de lhe conceder pelo Evangelho. É o poder de liderar sua esposa e família em devoções; o poder de dizer uma simples palavra verdadeira quando a complexidade elitista, altamente educada e secular, estiver à sua volta; o poder para se manter firme e dizer não para o comportamento pecaminoso quando todos chamam vocês de fracos; o poder para prosseguir contra todos os obstáculos na causa de justiça, misericórdia e verdade quando sentirem que não têm mais motivação.

Confirmação para todos pelo Evangelho

Deus é capaz de confirmar todos vocês — homens e mulheres — com um tipo de confirmação interior da alma mediante a fé em Cristo que faz de vocês mais fortes em uma cadeira de rodas que dez mil medusas morais vagueando com duas pernas na corrente da cultura moderna. Desejamos o tipo de força que estará aqui quando ficarmos paralisados e respondermos perguntas apenas com nossas pálpebras. E sabemos de onde isso procede: “Àquele que é poderoso para vos confirmar... seja dada glória pelos séculos dos séculos!”.

Jamais somos autossuficientes em relação à necessidade do Evangelho

E uma observação final e crucial temos revelado por sete anos e revelaremos mais em outros quatro sermões em Romanos e oro para que cada sermão faça isso até que Jesus venha — Deus nos confirme pelo Evangelho: “Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho”.

O coração do evangelho é que Jesus Cristo, o justo, morreu por nossos pecados e ressuscitou, é eternamente triunfante sobre todos seus inimigos de modo que agora não há condenação, mas alegria eterna para aqueles que confiam nele. Você jamais, jamais, jamais é autossuficiente em relação à sua necessidade do Evangelho. Você não começa a vida cristã com o Evangelho e então o abandona e fica cada vez mais forte com algo mais. Deus nos confirma com o Evangelho até o dia em que morrermos.

A confirmação do Evangelho sobre o câncer

Eu lhe darei uma ilustração conclusiva de minha própria vida — e muitos de vocês têm grandes histórias para narrar que eu, pois suas confirmações são testadas mais profundamente. Mas vou lembra-los do que Deus fez por mim em fevereiro, quando ocorreu o diagnóstico de câncer. Deus me confirmou com o Evangelho. Vocês podem relembrar os versículos exatos que ele usou. Nenhum deles era muito importante para mim. Primeira Tessalonicenses 5,9-10: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos em união com ele”.

Portanto, tudo em mim diz e espera dizer quando o diagnóstico final vier: “Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho... seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos! Amém.”

Nosso Deus age na história para derrotar o pecado, Satanás, o inferno e a morte. Ele fez isso por meio do Evangelho de Jesus Cristo. Receba-o como o maior tesouro de sua vida. Deus magnificará sua glória ao confirmar você.


1 O Piper J-3 Cub é uma pequena aeronave, simples e leve, que foi construída entre 1937 e 1947 pela Piper Aircraft. NT.

2 Altoids é uma marca de bala de hortelã. NT.

3 Atlantic Monthly é uma revista de literatura, arte e política que foi publicado primeiramente em Boston, em 1857, em Massachusetts. Seu editor foi o poeta J. R. Lowell.

4 NPR: é uma organização midiática que recebe financiamentos públicos e privados para sua programação radiofônica. Funciona também como sindicato de 900 estações de rádio nos EUA.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org