O que o Homem Faz no Novo Nascimento

Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. 14 Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; 15 pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, 16 porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. 17 Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação, 18 sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, 19 mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, 20 conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós 21 que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus. 22 Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, 23 pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente. 24 Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da erva; seca-se a erva, e cai a sua flor; 25 a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada.

Estou lendo a autobiografia do Juiz do Supremo Tribunal Clarence Thomas, O Filho de Meu Avô: As Memórias. Ele havia sido criado como Católico Romano e frequentou o Holy Cross College, em Worcester, Massachusetts. Mas, enquanto lá, ele se separou da igreja, mas não para sempre. Aqui está o que ele disse:

Durante minha segunda semana no campus, eu fui à missa pela primeira e última vez em Holy Cross. Eu não sei porque me preocupava com isso — provavelmente hábito, ou culpa — mas quaisquer que sejam as razões, eu me levantei e saí no meio da homilia. Tudo girava ao redor de dogmas da Igreja, não dos problemas sociais com os quais eu estava obcecado, e isso pareceu-me irremediavelmente irrelevante. (51)

Verdadeira Relevância — Quer Você Saiba Quer Não

Como pregador, eu penso muito a respeito de relevância. Isto é, por que alguém deveria ouvir o que eu tenho a dizer? Por que alguém deveria se importar? Relevância é uma palavra ambígua. Ela pode significar mais de uma coisa. Pode significar que um sermão é relevante se seus ouvintes sentem que ele vai fazer uma diferença significativa em suas vidas. Ou pode significar que um sermão é relevante se ele vai fazer uma diferença significativa em suas vidas, sintam eles ou não. Esse segundo tipo de relevância é o que orienta os meus sermões. Em outras palavras, quero falar coisas que são realmente importantes para sua vida, sabendo você que elas são ou não. Minha maneira de fazer isso é ficar o mais próximo que eu puder do que Deus diz que é importante em sua palavra, e não o que nós pensamos que é importante longe da palavra de Deus.

Assim, em qualquer culto — como este — uma dúzia de jovens, vários idealistas como Clarence Thomas podem estar presentes, cheios de raiva sobre o racismo, ou o aquecimento global, ou aborto, ou serviços de saúde limitados para crianças, ou falta de moradia, ou a pobreza, ou a guerra no Iraque, ou crime de colarinho branco, ou tráfico de seres humanos, ou a crise global da AIDS, ou a orfandade desenfreada, ou a ganância por trás da crise de crédito hipotecário de alto risco, ou o tratamento de imigrantes ilegais, ou a situação dos cristãos recém saídos da prisão. E então eles me escutam anunciar que hoje nós vamos falar sobre de que forma uma pessoa pode nascer de novo. E eles podem reagir como Clarence Thomas fez e simplesmente sair e dizer: Isso não tem nada a ver com os problemas reais que este mundo está enfrentando.

A Suprema Relevância do Novo Nascimento

Eles estariam errados — duplamente errados. Eles estariam errados, em primeiro lugar, em não ver que o que Jesus quis dizer com o novo nascimento é extremamente relevante para o racismo, para o aquecimento global, para o aborto, cuidados de saúde e para todas as outras questões do nosso dia. Veremos nas próximas semanas com o que se parece o fruto necessário do novo nascimento.

E eles estariam errados, em segundo lugar, ao pensar que essas questões são as questões mais importantes da vida. Elas não são. Elas são questões de vida ou morte. Mas elas não são as mais importantes, porque elas lidam com o alívio do sofrimento durante esse breve vida terrena, e não com o alívio do sofrimento durante a eternidade que se segue. Para colocar de forma positiva, elas lidam em como maximizar o bem-estar agora por 80 anos ou mais, mas não com a forma de maximizar o bem-estar na presença de Deus por oitenta trilhões de anos ou mais.

Meu trabalho como porta-voz de Deus é, semana após semana, lidar com o que mais importa, e ficar perto da vontade revelada de Deus na Bíblia (para que vocês possam ver por si mesmos), e rezar para que, pela graça de Deus, os jovens, idealistas e irritados Clarences Thomas, no meio da multidão, e todos os outros, possam ver e sentir a magnitude do que Deus diz que é importante.

Vendo e Saboreando a Magnificência de Jesus

Jesus diz em João 3:3 : "Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus." Não ver o reino de Deus é ser excluído do reino de Deus. Jesus disse em Mateus 8:11-12 que fora do reino tudo é "trevas; ali haverá choro e ranger de dentes." Ele chamou de "castigo eterno" (Mateus 25:46). A alternativa para isso é estar no reino de Deus e passar a eternidade em alegria sem fim com a melhor pessoa do universo (João 17:24).

Nada é mais importante do que a glória de Cristo pessoalmente vista e saboreada no reino de Deus com tantas pessoas quantas pudermos reunir em seu nome. E ela um dia vai encher a terra com paz e justiça como as águas enchem o mar. Então eu espero que você não saia — para o bem de sua alma e para o bem do mundo.

Nossa Parte no Novo Nascimento: Fé

A pergunta nesta décima mensagem sobre o novo nascimento é: Qual é a nossa parte? O que fazemos no ato do novo nascimento? Como podemos participar na sua realização? Deixe-me dar-lhe primeiro a resposta que eu vejo na Bíblia, e então vamos voltar e mostrar onde ela é encontrada.

Sua parte no ato do novo nascimento é , fé no Filho de Deus crucificado e ressuscitado, Jesus Cristo, como Salvador e Senhor e Tesouro de sua vida. O que você faz no ato do novo nascimento é crer em Cristo. A maneira como você participa na realização do novo nascimento é receber a Cristo por quem ele realmente é, o extremamente valioso Salvador, Senhor, e Tesouro do universo.

A Simultaneidade do Novo Nascimento e da Fé

A resposta continua assim: Seu ato de crer e o ato de Deus de criar sua fé são simultâneos. Você faz um e ele faz o outro no mesmo instante. E, muito importante, o agir dele é a causa decisiva do seu agir. O ato dele de criar sua fé é a causa decisiva da sua fé.

Se você achar complicado pensar em uma coisa causando outra coisa, sendo elas simultâneas, pense em fogo e calor ou fogo e luz. No instante em que há fogo, há calor. No instante em que há fogo, há luz. Mas não diríamos que o calor causou o fogo, ou que a luz causou o incêndio. Nós dizemos que o fogo causou o calor e a luz.

Então, essa é a resposta que eu vejo na Bíblia para a pergunta Qual é a nossa parte no novo nascimento? Então, agora vamos dar uma olhada em algumas passagens das Escrituras.

“Obediência à Verdade”

Vamos começar aqui em nosso texto em 1 Pedro 1:22-23: "Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre."

Observe várias coisas aqui. Uma delas é que o objetivo do que está acontecendo é o amor. "Purificando as vossas almas na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido;." Para, ou até um amor fraterno sincero. Assim, a purificação da alma não é em si a presença do amor fraternal; ainda não. A purificação da alma é "para o amor fraternal." É "para o fim de amor fraterno." O amor é um fruto bastante básico do Espírito. Então o versículo 22 demonstra que algo mais básico do que o amor fraternal está acontecendo quando ele diz "purificando a vossa alma na obediência à verdade."

"Obediência" aqui não é a obediência de amor. Isso leva à obediência de amor. O que é isso então? É a resposta correta para "a verdade". Isso é chamado de "obediência à verdade" (versículo 22). E qual é essa verdade? No contexto, a verdade é muito provavelmente a palavra de Deus, como é falado no versículo 23 ("pela palavra de Deus, viva e que permanece para sempre."). E a palavra de Deus é chamada no versículo 25 de as boas novas, o evangelho: "E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada." Então obediência à verdade no versículo 22 significa obedecer ao evangelho.

Obedeça ao Evangelho: Acredite em Jesus

E o que obedecer ao evangelho significa? Significa acreditar em Jesus, porque a oferta gratuita do evangelho é "creia no Senhor Jesus, e serás salvo" (Atos 16:31, 1 Coríntios 15:1-2). O primeiro e fundamental mandamento do evangelho não é amar seu irmão. O que o evangelho requer em primeiro lugar é a fé. Então, obedecer o evangelho neste nível básico é ter fé. Você pode ver que é a maneira como Pedro fala no capítulo três, onde os maridos sem fé em Cristo estão descritos como "desobedecendo a Palavra" — "Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas ao vosso próprio marido, para que também, se algum não obedece à palavra, pelo procedimento de sua mulher seja ganho sem palavra" (1 Pedro 3:1). Não obedece à palavra significa que eles não são crentes. A mesma coisa aparece em 1 Pedro 2:8 ("sendo desobedientes [à palavra]") e 4:17 ("que não obedecem ao evangelho de Deus?"). Então, não obedece à palavra significa não obedecer o evangelho, isto é, não acreditar.

Paulo falou da mesma maneira em 2 Tessalonicenses 1:8, onde diz que Deus irá infligir "vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus." Em outras palavras, o evangelho do Senhor Jesus clama por a fé, e essas pessoas não obedeceram. Elas não acreditaram. Elas rejeitaram "a palavra da verdade, o evangelho" (Efésios 1:13, Colossenses 1:5).

Assim, quando 1 Pedro 1:22 diz que você "Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido," ele quer dizer "vocês purificaram suas almas pela fé no evangelho de Jesus Cristo, e esta fé leva ao amor fraternal. "A fé opera pelo amor (Gálatas 5:6). O amor vem de uma fé sincera (1 Timóteo 1:5).

Crendo: Agindo com o Novo Nascimento

Agora lembre que, em João 3:5 e em Tito 3:5, o novo nascimento implica em purificação: as imagens de água e lavagem. Jesus disse: "Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus." E Paulo disse que Deus "nos salvou pela lavagem da regeneração." Então quando Peter diz que nossas almas foram purificadas através da obediência à verdade, isto é, pela fé no evangelho, e diz que esta purificação leva ao amor, e que não é o mesmo que amor, eu creio que ele queria dizer que esta purificação é a purificação do novo nascimento. É a purificação de que fala na água de João 3:5 e na lavagem de Tito 3:5. Este é o novo nascimento.

O que significa que o novo nascimento é "por meio da obediência à verdade." Isto é, o novo nascimento é pela fé no evangelho de Jesus Cristo. Por isso eu digo que a nossa parte no novo nascimento é acreditar. Acreditando, estamos agindo no novo nascimento.

O Agir de Deus nos Leva a Crer

No versículo 23, Pedro explica isso na própria linguagem do nascer de novo. Vamos ler os dois versículos (22-23), assim você pode ver a conexão: "Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; sendo de novo gerados [literalmente: sendo nascidos de novo], não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre." A conexão entre o nosso agir no novo nascimento (versículo 22) e a ação de Deus no novo nascimento (versículo 23) é uma relação de causa e efeito. A ação de Deus está por baixo de nossa ação. Nós purificamos nossos corações em obediência ao evangelho, isto é, atuamos em regeneração; e somos capazes de fazer isso porque Deus nos regenera.

Há três pistas neste texto de que a ação de Deus no novo nascimento é a causa da nossa ação no novo nascimento. Ou seja, seu agir nos leva a crer.

1) A Ordem: Novo Nascimento, Fé, Amor

A primeira é simplesmente a ordem das declarações: O versículo 22 contém um mandamento: "amai-vos ardentemente uns aos outros" E o versículo 22 contém um pré-requisito para este amor, ou seja, que tenhamos purificado nossos corações pela fé no evangelho. Vindo por último, o versículo 23 parece ser um pré-requisito para ambos. Por causa da obra de Deus no gerar, você é capaz de crer no evangelho, que purifica o seu coração e então ama uns aos outros. Então o gerar de Deus está debaixo de nosso crer e amar. Isso torna o crer e o amar possível.

2) O Instrumento: O Evangelho

O segundo indício de que é o agir de Deus que nos leva a crer é que Deus faz da palavra o instrumento do novo nascimento no versículo 23: Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.." Alguns acham que a semente imperecível do versículo 23 é o Espírito Santo, e pode muito bem ser (ver 1 João 3:9). Mas estou inclinado a pensar que "semente incorruptível" é "a palavra de Deus." A semente é descrita como "imperecível." E a palavra é descrita como "viva e permanente." Eles são praticamente os mesmos. Então eu creio que "gerados. . . de semente incorruptível" é sinônimo de "[gerados], pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre." Isto é confirmado pelo fato de que nos versículos 24-25 todo o foco está na palavra, não no Espírito.

Então, o caso é que Deus faz da palavra o seu instrumento no novo nascimento, e a forma como a palavra trabalha no novo nascimento é despertando a fé. Isso é o que Paulo diz em Romanos 10:17: "A fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." Então, se a nossa parte no novo nascimento é acreditar, e se a palavra nos faz acreditar (e o versículo 24 diz que Deus gera o novo nascimento "através da palavra"), então por trás da palavra e por trás de nossa crença, está a mão decisiva de Deus. Isto é o que Tiago diz em Tiago 1:18: "Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade."

3) O Ator Principal: Deus

O terceiro indício que o agir de Deus nos leva a crer é que Pedro diz no Concílio de Jerusalém em Atos que os gentios e judeus estão ambos sendo salvos, não apenas judeus. E a maneira como ele diz que é o seguinte: "[Deus] fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando os seus corações pela fé" (Atos 15:09). Aqui ele fala da mesma maneira que ele faz em 1 Pedro 1:22. "Purificando as vossas almas na obediência à verdade. . . "Ou seja," tendo purificado as vossas almas pela fé..." Só em Atos 15:09, ele diz algo muito significativo: Ele diz que, finalmente, Deus faz isso através da nossa fé. "[Deus] não fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando os seus corações pela fé." Deus purificou os seus corações através sua fé. Isso nos mostra que a nossa fé é fundamental e instrumental no ato do novo nascimento. Mas não é final. Ela não é a sua própria causa. Deus é.

O Que Isso Significa para Nós

Então, o que isso significa para você? Isso significa quatro coisas, e eu oro para que você as receba com alegria.

1) Isso significa que você deve acreditar a fim de ser salvo. "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo" (Atos 16:31). O novo nascimento não toma o lugar da fé; o novo nascimento inclui a fé. O novo nascimento é o nascimento da fé.

2) Isso significa que só por você mesmo, você não vai acreditar. Não há esperança de que os mortos vão respirar por si mesmos.

3) Deus, que é rico em misericórdia, grande amor e graça soberana, é a causa decisiva da sua fé.

4) De acordo com o versículo 22, o fruto do coração nascido de novo é o amor. O que significa que nada na vida deixa de ser tocado pelo novo nascimento: o racismo, o aquecimento global, o aborto, os cuidados limitados de saúde para crianças, a falta de moradia, a pobreza, a guerra no Iraque, o crime de colarinho branco, o tráfico de seres humanos, a crise global da AIDS, a orfandade desenfreada, a ganância por trás da crise de crédito hipotecário de alto risco, o tratamento de imigrantes ilegais, ou a situação dos cristãos recém saídos da prisão. Nada fica de fora. E o mais importante, você entra no reino de Deus e vê o rosto de Jesus, para sempre.

Acredite e Receba

Portanto, eu rogo a vocês em nome de Cristo, acredite no Senhor Jesus Cristo. Receba-o como Salvador, Senhor e Tesouro de sua vida. E, cristão, humilhe-se sob a mão graciosa de Deus, e como um eterno e invencível filho de Deus, doe-se para aliviar o sofrimento, especialmente o sofrimento eterno.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org