Você Precisa Nascer De Novo: Por que Esta Série e Onde Queremos Chegar?

Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. 2 Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. 3 A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? 5 Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. 6 O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. 7 Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo. 8 O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito. 9 Então, lhe perguntou Nicodemos: Como pode suceder isto? Acudiu Jesus: 10 Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas? 11 Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho. 12 Se, tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais? 13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem que está no céu. 14 E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, 15 para que todo o que nele crê tenha a vida eterna. 16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17 Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Se você visitar o site do Grupo Barna — uma organização especializada em pesquisas e estatísticas religiosas — você encontrará coisas como: "Cristãos Nascidos de Novo Tem a Mesma Probabilidade de se Divorciar Que os Descrentes." O mesmo tipo de estatística é dado por Ron Sider em seu livro The Scandal of the Evangelical Conscience: Why Are Christians Living Just Like the Rest of the World ("O escândalo da consciência evangélica: Por que cristãos estão vivendo exatamente como o restante do mundo")? e por Mark Regnerus em seu livro Forbidden Fruit: Sex and Religion in the Lives of American Teenagers ("O Fruto Proibido: Sexo e Religião na Vida de Adolescentes Americanos").

A Igreja Norte-americana Não Muito Diferente do Mundo

O que estou ressaltando aqui é precisamente o termo "nascidos de novo". O Grupo Barna, em particular, usa o termo na apresentação de sua pesquisa. Assim, a pesquisa é intitulada "Cristãos Nascidos de Novo Tem a Mesma Probabilidade de se Divorciar Que os Descrentes." Sider usa a palavra "evangélicos", mas aponta para o mesmo tipo de coisa: "Apenas 9% dos evangélicos dizimam. De 12.000 adolescentes que assumiram o compromisso de esperar pelo casamento, 80% praticaram sexo fora do casamento nos últimos 7 anos. 26% dos evangélicos tradicionais não consideram que o sexo antes do casamento seja errado. Evangélicos brancos estão mais propensos a rejeitar vizinhos negros do que os Católicos ou fiéis das principais linhas Protestantes."

Em outras palavras, a igreja evangélica nos Estados Unidos, como um todo, aparentemente não está muito diferente do mundo. Ela vai à igreja no Domingo e possui uma aparência de religião, mas sua religião é basicamente um complemento ao mesmo modo de vida que o mundo leva, e não um poder transformador radical.

Um Erro Gravíssimo

Agora quero dizer em alto e bom som que quando o Grupo Barna usa o termo "nascidos de novo" para descrever os americanos frequentadores de igreja cujas vidas não se distinguem do mundo, e que pecam tanto quanto o mundo, e que pouco se sacrificam pelos outros, assim como o mundo, e que abraçam a injustiça tão prontamente quanto o mundo, e cobiçam as coisas com a mesma ganância do mundo, e se deleitam de forma tão entusiasmada no entretenimento que ignora a Deus como o mundo faz—quando o termo "nascidos de novo" é usado para descrever estes cristãos professos, o Grupo Barna está cometendo um erro gravíssimo. Ele está usando o termo bíblico "nascidos de novo" de uma forma que o tornaria irreconhecível a Jesus e aos autores bíblicos.

Esta é a forma como os pesquisadores definiram os "nascidos de novo" em sua pesquisa:

"Cristãos nascidos de novo" foram definidos nestas pesquisas como pessoas que disseram ter assumido "um compromisso pessoal com Jesus Cristo que ainda é importante em suas vidas hoje", e também indicaram que creem que quando morrerem, irão para o céu porque confessaram seus pecados e aceitaram Jesus como seu salvador. Os entrevistados não foram solicitados a descreverem-se como "nascidos de novo". Ser classificado como "nascido de novo" não depende de igreja, nem de afiliação ou envolvimento denominacional.

Em outras palavras, nesta pesquisa, o termo "nascido de novo" refere-se a pessoas que dizem coisas. Elas dizem, "eu tenho um compromisso pessoal com Jesus Cristo. Isto é importante para mim." Elas dizem, "Eu creio que irei para o céu quando eu morrer. Eu confessei meus pecados e aceitei Jesus como meu Salvador." E então o Grupo Barna confia no que eles dizem, atribui a eles a realidade infinitamente importante do novo nascimento, e então blasfema desta preciosa realidade bíblica dizendo que corações regenerados não são mais vitoriosos sobre o pecado do que corações não regenerados.

O Novo Testamento Caminha Na Direção Oposta

Não estou dizendo que a pesquisa está errada. Ela parece estar terrivelmente certa. Não estou dizendo que a igreja não é tão mundana quanto eles dizem que é. Estou dizendo que os autores do Novo Testamento pensam exatamente o contrário sobre ser nascido de novo. Ao invés de partir de uma profissão de fé, para depois adicionar o rótulo de "nascido de novo", e observar o mundanismo destes tais nascidos de novo chegando à conclusão de que o novo nascimento não muda radicalmente as pessoas, o Novo Testamento aponta para outra direção. Ele parte da certeza absoluta de que o novo nascimento muda as pessoas radicalmente, passando a observar que muitos cristãos professos não são, de fato (como diz o Grupo Barna), transformados radicalmente, chegando à conclusão de que estes não são nascidos de novo. O Novo Testamento, ao contrário do Grupo Barna, não corrompe o novo nascimento com o mundanismo de cristãos americanos professos não regenerados.

Por exemplo, um dos pontos principais da primeira epístola de João é enfatizar exatamente esta verdade:

  • 1 João 2:29: "Se sabeis que ele é justo, reconhecei também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele."
  • 1 João 3:9: "Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus."
  • 1 João 4:7: "Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus."
  • 1 João 5:4: "Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."
  • 1 João 5:18: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca."

Nós voltaremos a textos como estes nas próximas semanas conforme o progresso desta série. Há muitas questões a responder, e nós claramente vamos nos distanciar do perfeccionismo e lidar de forma realista com as falhas de cristãos genuínos. Mas por ora, não é verdade que estas afirmações parecem ter sido escritas justamente com as declarações do Grupo Barna em mente, especificamente, de que pessoas nascidas de novo são moralmente indistinguíveis do mundo? A Bíblia está profundamente ciente de pessoas assim na igreja. Esta é uma razão pela qual 1 João foi escrita. Mas ao invés de seguir o que diz o Grupo Barna, a Bíblia diz que a pesquisa não está concluindo que pessoas nascidas de novo são permeadas pelo mundanismo; a pesquisa está concluindo que a igreja está permeada de pessoas que não são nascidas de novo.

"Regeneração"

Hoje iniciamos uma série de mensagens sobre o novo nascimento. O que a Bíblia ensina sobre ser nascido de novo? Outra palavra para o ato do novo nascimento é "regeneração". É útil usar esta palavra de tempos em tempos. Você estaria disposto a adicioná-la ao seu vocabulário? Crianças, vocês ajudariam seus pais nisso? Provavelmente eles nunca usaram a palavra "regeneração" conversando com vocês. Portanto, eles podem não saber o que é isto. Vocês poderiam dizer a eles quando chegarem em casa, "Mamãe e Papai, vocês sabiam que 'regeneração' significa ser nascido de novo? E você sabia que a palavra 'regenerado' é como você descreve alguém que é nascido de novo? Você diz: 'Aquela pessoa é regenerada'. E isto significa que ela é nascida de novo"? Se você puder ensinar isso a seus pais, irá me ajudar muito. Assim poderemos todos usar as palavras de uma mesma forma sem nos confundirmos.

1) A Profanação do Termo "Nascido de Novo"

A mensagem de hoje será um resumo introdutório de onde queremos chegar e por quê. Você já pode até ver um dos motivos pelos quais eu quero focar neste tema. O termo "nascido de novo" é profanado quando usado da forma como o Grupo Barna o usa. E, é claro, este tipo de mal uso de termos bíblicos não é o único. Este termo, em nossos dias, significa simplesmente que alguém ou alguma coisa ganhou um novo sopro de vida. Assim, a internet diz que a companhia de comunicações Cisco Systems nasceu de novo, que o Movimento Verde nasceu de novo, que a construtora de navios Davie Shipyard renasceu, e que o West End, bairro pobre da cidade de Boston, nasceu de novo, e que a alimentação Kosher, para judeus ortodoxos, também renasceu, e assim por diante. Portanto, não é nenhuma surpresa que tenhamos que ser cautelosos ao ler que 45% dos americanos dizem que são "nascidos de novo" religiosamente.

Este termo "nascido de novo" é muito precioso e muito crucial na Bíblia. Portanto, espero ter certeza de que saibamos o que Deus quer dizer quando a Bíblia usa esta expressão. O que significa ser nascido de novo?

2) Eu Quero Que Você Saiba o Que Aconteceu Com Você

Outra razão pela qual estou ansioso para focar no novo nascimento é ajudá-lo a conhecer o que realmente te aconteceu quando você nasceu de novo. É muito mais glorioso do que você imagina. É também muito mais glorioso do que eu mesmo imagino que seja. É maravilhoso além da compreensão humana. Mas este mistério não é porque se fala pouco sobre isso na Bíblia. Há muito a respeito disso na Bíblia. É porque quando compreendemos tudo, ainda há muito mais. Então, espero que você passe a saber mais e melhor o que te aconteceu quando você nasceu de novo.

3) Eu Quero Ajudar Pessoas a Nascer de Novo

Outra razão para esta série de sermões é que há outras pessoas a quem quero ajudar a nascer de novo. Quero mostrá-las o que lhes deve acontecer. E eu, com suas orações, gostaria de ser um meio para que muitos nasçam de novo nestas próximas semanas. O novo nascimento, como veremos, não é obra humana. Você não faz um novo nascimento acontecer, e eu também não faço o novo nascimento acontecer. Deus o faz. E ele acontece a nós, e não por nós.

Nascer de Novo Ocorre Através do Evangelho

Mas ele sempre acontece através da palavra de Deus. Veja em 1 Pedro 1:23 e 25: "Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre... e esta é a palavra que entre vós foi evangelizada." Então, mesmo que Deus seja aquele quem gera seus filhos, a semente pelo qual ele o faz é a palavra de Deus, o evangelho que nós pregamos. Portanto, ore comigo para que um dos grandes efeitos destes sermões seja esse milagre. E traga seus amigos e sua família que precisam ouvir sobre a necessidade de um novo nascimento. Eu tentarei explicá-lo claramente e mostrá-lo na Bílbia, para que as pessoas possam ver por si mesmas.

E a razão pela qual eu quero que vocês saibam o que lhes aconteceu no seu novo nascimento, e que outros saibam o que ainda precisa lhes acontecer, pode ser divida em três partes. 1) Quando você é verdadeiramente nascido de novo e cresce na graça e no conhecimento do que o Senhor fez por você, sua comunhão com Deus será terna, e sua certeza de que ele é seu Pai será profunda. Eu quero isso para você. 2) Como Deus se agrada em trazer este despertar sobre sua igreja, o mundo, então, entenderá o real significado de um amor radical, e sacrifício e coragem; a partir da igreja, e não destes falsos cristãos que vivem exatamente como o mundo. 3) Se você sabe o que realmente te aconteceu no novo nascimento, você valorizará a Deus, ao seu Espírito e seu Filho muito mais do que já tenha feito. E ele será glorificado. Então, estas são algumas das razões por que estamos focando no novo nascimento.

Questões Cruciais Sobre Ser Nascido De Novo

Há várias questões cruciais que nós faremos. Uma é: O que é o novo nascimento? Ou melhor, o que, de fato, acontece? Como é isso? O que muda? O que vem a existir que não havia antes?

Outra questão é: Como ele se relaciona com as outras coisas que a Bíblia diz que Deus faz para nos trazer a ele e nos salvar? Por exemplo, como é que nascer de novo se relaciona com

  • O chamado eficaz de Deus ("E aos que chamou, a esses também justificou" Romanos 8:30),
  • A nova criatura ("Se alguém está em Cristo, é nova criatura" 2 Coríntios 5:17),
  • Deus trazendo-nos a Cristo ("Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer" João 6:44),
  • Deus dando pessoas ao seu Filho ("Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim" João 6:37),
  • Deus abrindo os nossos corações ("O Senhor lhe abriu o coração para atender às coisas que Paulo dizia" Atos 16:14),
  • Deus iluminando os nossos corações ("Deus... resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo." 2 Coríntios 4:6),
  • Deus tirando um coração de pedra e nos dando um coração de carne ("Tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne." Ezequiel 36:26),
  • Deus nos dando vida ("​Estando nós mortos em nossos delitos, [Deus] nos deu vida juntamente com Cristo" Efésios 2:5),
  • Deus nos adotando em sua família ("Recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai." Romanos 8:15).

Como o ato regenerador de Deus se relaciona com todas estas formas maravilhosas de descrever o que nos aconteceu quando Deus nos salvou?

Outra pergunta que faremos é: Porque o novo nascimento é necessário? Jesus disse a Nicodemos em João 3:7, "Necessário vos é nascer de novo." Não disse "eu sugiro", ou "sua vida melhoraria muito se você agregasse essa experiência." Porque é que "aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (João 3:3)? Este é um dos principais motivos para lidar com essa questão. Até que compreendamos que precisamos nascer de novo, e porquê precisamos nascer de novo, provavelmente não perceberemos qual é verdadeiramente a nossa condição sem a salvação. Muitas pessoas não sabem o que está realmente errado com elas. Uma forma de ajudá-las a fazer um diagnóstico verdadeiro, terrível e promissor é mostrá-las o tipo de tratamento que Deus providenciou, a saber, o novo nascimento. Se você tiver uma ferida em seu tornozelo e após o doutor examinar ele te disser "eu tenho más notícias: teremos que amputar sua perna logo abaixo do joelho", esse tratamento lhe dirá mais a respeito da gravidade da ferida do que muitas palavras sofisticadas. Assim é com o tratamento do "necessário é nascer de novo."

Outra questão que abordaremos é como o novo nascimento acontece. Se ele é obra de Deus – o que é verdade – como é que eu o vivencio? Existe algo que eu possa fazer para que isso aconteça?

E uma última questão com a qual precisamos lidar: Quais são os efeitos do novo nascimento? O que muda? Como é viver como uma pessoa nascida de novo?

Milhões de Não Regenerados na Igreja

O que nos traz de volta ao início, isto é, a afirmação de que cristãos "nascidos de novo" tem estilos de vida mundanos e pecaminosos que são indistinguíveis dos não regenerados. Eu não penso assim. Primeira João 5:4: "Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé." Mas minha convicção não é nenhuma boa notícia para a igreja. Ela implica que há milhões de frequentadores de igreja que não são nascidos de novo.

Vocês, que são nascidos de novo, e possuem o Espírito Santo, e amam a Deus e se importam com os perdidos, orariam comigo para que o efeito destas mensagens seja o de despertar os que estão espiritualmente mortos — tanto os que nunca vão à igreja quanto os que lá tem estado por toda a vida?

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org