Aos Pregadores da Prosperidade: Não Esconda o Custo

Article by

Founder & Teacher, desiringGod.org

Esse é o oitavo artigo em uma série de doze. O conteúdo é um segmento chamado "Doze apelos aos Pregadores da Prosperidade", presente na nova edição do livro Alegrem-se os Povos.

O que está faltando na maioria dos cultos que promovem a prosperidade é o fato de que o Novo Testamento enfatiza a necessidade de aflições muito mais do que enfatiza a prosperidade material.

Jesus disse: "Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, guardarão também a vossa." (João 15:20). E Ele disse novamente: "Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos?" (Mateus 10:25).

Durante suas viagem missionárias, Paulo lembrou aos cristãos novos na fé, dizendo "que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus" (Atos 14:22). E ele disse aos crentes em Roma que sofrimento é parte do caminho para a vida eterna.

"O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus; e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada". (Romanos 8:16-18)

Pedro também disse que as aflições são um caminho comum para a benção eterna de Deus.

Amados, não estranheis a ardente provação que vem sobre vós para vos experimentar, como se coisa estranha vos acontecesse. Mas regozijai-vos por serdes participantes das aflições de Cristo; para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e exulteis. Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória, o Espírito de Deus. (1 Pedro 4:12-14)

Sofrimento é o custo normal da piedade. "E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições". (2 Timóteo 3:12). Eu sei que esses versos estão entre aflições em geral por causa da entrada do pecado (Romanos 8:18-25) e também aflições mais especificas se tratando da hostilidade humana. Mas eu argumentarei posteriormente em Capítulo 3 que quando se trata do propósito de Deus não existe diferença muito grande entre as duas.

Os pregadores da prosperidade devem incluir em suas mensagens o que Jesus e os apóstolos disseram sobre a necessidade de passarmos por aflições. É preciso que venham as aflições, Paulo disse (Atos 14:22), e nós fazemos um mal em não compartilhar essa verdade com os discípulos novos na fé. Jesus até disse antes mesmo da conversão para que os crentes futuros contassem o custo: Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:33)