Aos Pregadores da Prosperidade: Preservem o Sal e a Luz

Article by

Founder & Teacher, desiringGod.org

Esse é o sétimo artigo em uma série de doze. O conteúdo é um segmento chamado "Doze apelos aos Pregadores da Prosperidade", presente na nova edição do livro Alegrem-se os Povos.

O que nos faz ser o sal da terra, e a luz do mundo? Não é riqueza. O desejo e a persistência em ser rico tem o sabor e aparência do mundo. O desejo de ser rico nos faz parecer com o mundo, e não diferente do mundo. Exatamente onde nós deveríamos ter um gosto diferente, temos o mesmo sabor de cobiça que o mundo tem. Nesse caso, nós não oferecemos nada diferente do que o mundo já acredita.

A grande tragédia sobre a pregação da prosperidade está relacionada com o fato de que não é preciso um nascimento espiritual para poder segui-los; a pessoa só precisa ser gananciosa. Enriquecer em nome de Jesus não é ser o sal da terra ou a luz do mundo. Dessa forma, o mundo só verá a reflexão de si mesmo. E se eles forem "convertidos" a isto, eles não foram realmente convertidos mas apenas colocaram um novo nome na vida antiga.

O contexto sobre o que Jesus falou, nos mostra o que é ser o sal da terra e a luz do mundo. Estes são a alegre disposição de sofrer por Cristo. Aqui está o que ele disse:

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra. . . . Vós sois a luz do mundo. (Mateus 5:11-14)

O que fará o mundo saborear o sal e ver a luz de Cristo em nós não será o mesmo amor pela riqueza que eles tem. Pelo contrario, será a disposição e a capacidade dos cristãos de amar os outros mesmo durante as dificuldades, ao mesmo tempo alegrando-se porque sabe que sua recompensa está no céu com Jesus. "Alegrai-vos e exultai [durante as dificuldades] . . . Você é o sal da terra". O sal é o sabor da felicidade durante as dificuldades. Essa é a diferença que o mundo pode saborear.

Tal vida é inexplicável em termos humanos. Essa vida é sobrenatural. Mas atrair pessoas com a promessa de prosperidade é simplesmente natural. Essa não é a mensagem de Jesus. Não foi por essa razão que Ele morreu.