Você Jejua por Mais do Poder de Deus?

“Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: "Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado".” (Atos 13:2). Ao nos dizer isso, parece que Lucas quer que aprendamos que uma maneira de conhecermos a mente do Espírito em situações cruciais no ministério é dedicando tempo em jejum de adoração.

Loren Cunningham, o diretor geral da JOCUM - Jovens Com Uma Missão, descreveu a sua experiência de oração e jejum de três dias com seus 12 colegas de trabalho em 1973. Enquanto eles oravam, o Senhor revelou que eles deveriam orar pela queda de uma força demoníaca identificada como o “príncipe da Grécia”. No mesmo dia, na Nova Zelândia e Europa, grupos da JOCUM receberam de Deus uma palavra semelhante. Todos os três grupos obedeceram e combateram esse principado. Dentro de 24 horas, um golpe político mudou o governo da Grécia, resultando em uma maior liberdade para a atividade missionária no país.

Se isso parece estranho à nossa experiência, um dos motivos pode ser que o jejum esteja fora de nossa experiência. E será que o jejum é estranho para nós porque estamos tão longe do padrão de vida de poder sobrenatural do Espírito de Deus demonstrado no Novo Testamento?

Faça um teste: Jesus disse aos seus discípulos, “Quando jejuarem, não mostrem uma aparência triste como os hipócritas…” (Mateus 6:16). Ele não disse se vocês jejuarem, mas quando vocês jejuarem. Em outra ocasião, perguntaram a Jesus porque seus discípulos não jejuavam, e ele respondeu, “Como podem os convidados do noivo ficar de luto enquanto o noivo está com eles? Virão dias quando o noivo lhes será tirado; então jejuarão” (Mateus 9:15). Em outras palavras, certamente ele esperava que o jejum seria parte de nossa batalha espiritual quando ele nos fosse tirado.

Como você está? Vamos ficar atentos para que não julguemos as experiências dos outros que estão buscando a plenitude de Deus, quando nós não estamos nem mesmo cumprindo as tarefas mais comuns indicadas no Novo Testamento para a busca do poder do Espírito em nossas vidas.

Considere isso: se você não está jejuando, talvez seja porque não sente nenhum anseio fervoroso pelo poder de Deus em sua vida. Em outras palavras, você está bem contente com o jeito que as coisas vão nos frutos que tem dado a Deus e com a forma que a Sua glória é manifestada através de você. Esse contentamento com a sua experiência atual, essa falta de um forte anseio por mais de Deus, por mais poder e mais vitórias espirituais para a Sua glória são uma razão pela qual Deus retém suas grandes bençãos. Ele nos disse, “Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração” (Jeremias 29:13). A ausência de jejum, provavelmente, significa a ausência de profundos desejos pelo poder de Deus. E a ausência de desejo profundo é uma razão pela qual ele espera.

Por isso eu pedi a alguns de vocês — aos que se sentem atraídos por dentro, não pressionados por coisas externas — que jejuassem o dia todo nas quartas-feira pelas próximas quatro semanas. Nosso objetivo é simplesmente entregar corpo e coração à oração: “Senhor, mostre-nos a Tua glória”. Oro para que muitos de vocês sintam a alegria da expectativa que eu sinto nestes dias em que olhamos (com Estevão) “para o céu” em busca da glória de Deus.

Com fome daquilo que Estevão viu,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org