Adoração do Herói e Imitação Santa

Eu tenho dúvidas sobre como navegar no novo mundo dirigido pela mídia que torna os pastores em celebridades. Quando Advance09 (uma conferência cristã para pastores) iniciou-se em Durham, Carolina do Norte, o jornal News & Observer publicou a manchete "Visita de Pastores Celebridades para Conferência.” Quisera eu que tivessem publicado: “Pastores Imperfeitos e Dedicados Visitam para Servir”. Mas isto não é notícia.

Quando eu digo dirigido pela mídia não me refiro ao rádio, TV e jornais. Eles são quase irrelevantes. Refiro-me à Internet. A maioria das igrejas têm sites. Sermões, artigos e livros estão disponíveis. Muitas vezes têm áudio e vídeo. Recentemente, por exemplo, John MacArthur e Alistair Begg se juntaram a muitos outros, incluindo Satisfação em Deus, e disponibilizaram seus sermões em áudio online e grátis.

Consequentemente, pessoas de qualquer lugar do mundo podem ler, assistir ou ouvir. Com alguma ajuda, eles podem clicar para compartilhar imediatamente com outros em qualquer lugar do mundo, que, por sua vez, irão compartilhar novamente. Isto é o que se entende por disseminação viral.

Dezenas de milhares de ligações podem ocorrer quase instantaneamente - através de blogs, Twitter, mensagens de texto, Facebook e uma dúzia de outras ferramentas de partilha. Isto significa que o que um pastor faz ou diz pode ser conhecido em poucas horas por centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo. Isso contribui para o estatuto de celebridade incentivado pela mídia.

Adicione nesta mistura o facto de que alguns pastores escrevem livros. Existe uma mística sobre autores. "Autor" denota autoridade, criatividade ou sabedoria. Autores são geralmente considerados pessoas interessantes. Eu acho que muitas vezes essas concepções não são verdadeiras. Mas, para alguns, o facto</ em> de que um autor escreve é mais significativo do que o que ele escreve.

Qual é o significado da atenção dada a pastores famosos? O que significa o desejo de obter autógrafos e fotografias? O significado negativo seria algo semelhante a auto-promoção. Os nossos egos são massajados quando podemos dizer que conhecemos alguém famoso. Você vê isso em blogs com termos como "meu amigo Barack" e coisas similares. E eu presumo que, para alguns, um autógrafo ou uma foto possui o mesmo efeito de inchar o ego.

No entanto, eu não assumo o pior das pessoas. Existem outras motivações possíveis. Veremos isso abaixo. Mas é bom ressalvar que tudo isso é mais perigoso para as nossas almas do que projécteis e bombas. O orgulho é mais fatal do que a morte.

Quando eu digo "nossas almas" quero dizer todos nós - o que busca o autógrafo, o que autografa e o cínico que condena tudo isso (em seu blog muito público). Não há como escapar deste novo mundo. A questão é, Como podemos navegá-lo para a glória de Cristo, a crucificação de nós mesmos, a propagação da verdade, o aprofundamento da fé, e a capacitação do amor sacrificial?

Darei uma pequena contribuição. Apesar de todas as legítimas advertências contra a adoração do herói, quero arriscar e acenar uma bandeira para a imitação santa - que inclui admiração realista. A adoração do herói é a admiração de alguém por razões profanas vendo tudo o que ele faz como admirável (sendo pecado ou não). A imitação santa, por outro lado, vê evidências da graça de Deus, admira-as por causa de Cristo, quer aprender com elas e crescer nelas.

Este é um tema forte no Novo Testamento.

  • "Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo" (1 Coríntios 11:1)
  • "Irmãos, sede meus imitadores, e atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós" (Filipenses 3:17).
  • "O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus de paz será convosco" (Filipenses 4:9).
  • "E vós vos tornastes imitadores nossos e do Senhor" (1 Tessalonicenses 1:6).
  • "Não vos torneis indolentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas" (Hebreus 6:12).
  • "Tu, porém, tens observado a minha doutrina, procedimento, intenção, fé, longanimidade, amor, perseverança" (2 Timóteo 3:10).
  • "Permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido" (2 Timóteo 3:10).
  • "Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra integridade, sobriedade" (Tito 2:7).

O antigo Puritano Thomas Brooks comenta sobre a imitação santa em The Secret Key to Heaven("A chave secreta para o Céu", ainda sem tradução para o português):

Homens maus apaixonam-se maravilhosamente pelos maus exemplos... Oh, que fossemos tão apaixonados com os exemplos de homens bons quanto os outros estão apaixonados com os exemplos de homens maus.

Devemos amar ao ver as imagens dos nossos amigos; e não devemos amar ao olhar os exemplos piedosos daqueles que são a imagem viva e amável de Cristo? Os exemplos piedosos de outros devem ser os espelhos pelo qual nos devemos vestir.

O melhor e mais sábio Cristão... é o que imita aqueles Cristãos que são mais excelentes na graça... É nobre viver pelos exemplos dos santos mais excelentes. (12-13)

É correto e arriscado almejar ser digno de imitação. É mais fundamentalmente correto almejar ser útil. É essencial em ambos que nos maravilhemos no fato de que somos perdoados através de Cristo e que servimos ao invés de buscarmos ser servidos.

Isto não responde todas as minhas perguntas a respeito de navegar nestas águas, mas ajuda.

Sempre precisando das vossas orações,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org