Como ter uma Mente Espiritual

Este artigo foi motivado pela deriva de minha mente em um domingo à tarde sobre os vídeos de comerciais da Apple. São engraçados. Mas enquanto eu ponderava entre o Mac e o PC, comecei a me perguntar se eu fui afastado de ter uma mente espiritual. De verdade, eu acredito que é possível pensar sobre computadores de uma maneira espiritual. Mas será que eu estava fazendo isso? Ou eu estava sendo atraído à fascinação e desejo que faz com que sintamos Deus distante, a Bíblia desinteressante, o céu irrelevante e o inferno inconcebível? Foi um momento crítico. Deus me pegou.

Ter uma mente espiritual é uma questão de vida e morte. Paulo diz em Romanos 8:6, “A inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espírito é vida e paz”. A frase “a inclinação do Espírito” traduz a frase nominal phronēma tou pneumatos—“mentalidade do Espírito”. Não há uma palavra única no português que seja equivalente à phronēma. Não é apenas “mente” mas é “atitude”. E não apenas “mentalidade” mas “configuração de atitude”. É a moldura e a disposição de nossa mente. Dizer que temos uma “phronēma do Espírito” é dizer que o Espírito está moldando nossa configuração-de-mente-e-atitude conforme sua própria. Exalta a Cristo e valoriza a Deus, e ama a Palavra de Deus e vê as pessoas e as coisas com uma consciência divina persistente.

Desejo ter uma mente espiritual o tempo todo. Quero ver o mundo com olhos espirituais—computadores e tudo. Então eu parei de contemplar o computador e escrevi as seguintes estratégias sobre como ficar e permanecer com uma mente espiritual. Não estão listadas em nenhuma ordem especial. Apenas como elas surgiram para mim com alguns ajustes.

Perceba que a sua natureza exterior está se desgastando e sua natureza interior deve ser renovada pela configuração de sua mente nas coisas que são do alto.

Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno. (2 Coríntios 4:16-18)

Dê passos radicais para manter sua mente pura.

Vocês ouviram o que foi dito: "Não adulterarás". Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno. (Mateus 5:27-29)

Faça com que Deus seja a alegria de todas as suas alegrias.

Então irei ao altar de Deus, a Deus, a fonte da minha plena alegria. Com a harpa te louvarei, ó Deus, meu Deus! (Salmos 43:4)

Literalmente a frase “a fonte da minha plena alegria” é “a alegria da minha alegria”. Considero que isso significa que em todas as nossas alegrias Deus deve ser a alegria das alegrias. Toda alegria deve ser tornar uma alegria em Deus. Se uma alegria não pode oferecer uma prova de quem Deus é, e ser gozada ainda mais por isso, então é uma alegria não espiritual.

Veja cada pessoa que você conhece como se fosse vê-la daqui a cem anos.

Chegou o dia em que o mendigo morreu, e os anjos o levaram para junto de Abraão. O rico também morreu e foi sepultado. No Hades, onde estava sendo atormentado, ele olhou para cima e viu Abraão de longe, com Lázaro ao seu lado. (Lucas 16:22-23)
De modo que, de agora em diante, a ninguém mais consideramos do ponto de vista humano. (2 Coríntios 5:16)

Pondere que, em todo o momento, até mesmo no mais feliz, há miséria e pranto em 10.000 lugares, alguns deles muito perto.

Isso não acabaria com toda a nossa alegria? Melhor ser verdadeiro e triste do que feliz e falso. No entanto, eu não acho que temos que escolher entre os dois. É possível sermos verdadeiros e felizes e entristecidos. É por isso que Paulo diz estar “entristecido, mas sempre alegre" (2 Coríntios 6:10). Leia esta história comovente que nos contou David Brickner (líder do Judeus para Jesus).

Alguns meses atrás, eu estava em um vôo voltando para casa de uma reunião quando o homem que estava sentado atrás de mim começou a ficar sem fôlego. Uma chamada no interfone do avião solicitou um médico. Logo um médico e muitas enfermeiras vieram ajudar o homem, mas sem sucesso. Comecei a orar pelo homem e sua esposa, que estava sentada ao lado dele. O piloto anunciou que devido a uma emergência médica o avião pousaria em Edmonton. Eu podia ouvir a atividade atrás de mim se intensificar enquanto o médico e as enfermeiras se revezavam fazendo a reanimação cardiorrespiratória. Se você nunca esteve próximo a uma pessoa que está morrendo apesar dos esforços, posso garantir que não é muito pior do que aquilo que vemos na televisão. O som do ar sendo forçado para fora dos pulmões de um ser humano, o som e o cheiro da morte foram horríveis. Eu ouvi o médico dizer, “Horário do óbito, 10:25 da manhã”.
Então, o capitão anunciou que a situação do passageiro havia sido "estabilizada", e portanto seguiríamos até São Francisco. Não sei quantas pessoas perceberam que o que foi anunciado como uma passagem de uma emergência havia sido na verdade um anúncio velado sobre a perda da vida de um homem. Certamente, os que de nós estavam perto sabiam disso. Os comissários de bordo colocaram um cobertor sobre a cabeça dele. Sua esposa, ainda ao lado dele, estava chorando e gemendo. E assim, os comissários de bordo começaram a andar entre os corredores... e serviram o almoço! Almoço!? Como alguém naquela cabine poderia comer após o que havia acontecido? Mas eles comeram. (Judeus para Jesus, Boletim Informativo, Novembro de 2006, p. 1)

Essa é uma parábola do mundo em qualquer época. Alguns estão comendo o almoço e milhares estão em prantos. Isso ajuda a lembrar disso quando somos levados para longe da realidade por algum comercial de computador.

Lembre-se da advertência de Jesus sobre o que sufoca a vida espiritual: cuidados, riquezas e prazeres da vida.

As que caíram entre espinhos são os que ouvem, mas, ao seguirem seu caminho, são sufocados pelas preocupações, pelas riquezas e pelos prazeres desta vida, e não amadurecem. (Lucas 8:14)
As preocupações desta vida, o engano das riquezas e os anseios por outras coisas, sufocam a palavra, tornando-a infrutífera. (Marcos 4:19)

Pondere o que é fragrância boa para Deus e no que Ele se deleita!

E vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus. (Efésios 5:2)
Porque para Deus somos o aroma de Cristo. (2 Coríntios 2:15)
Não é a força do cavalo que lhe dá satisfação, nem é a agilidade do homem que lhe agrada; o Senhor se agrada dos que o temem, dos que colocam a esperança no seu amor leal. (Salmos 147:10-11)

Seja amigo de pessoas de mente espiritual.

Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal. (Provérbios 13:20)
Não se deixem enganar: "as más companhias corrompem os bons costumes". (1 Coríntios 15:33)

Leia obras de autores apaixonados por Deus e com a mente espiritual.

Por exemplo, leia os sermões de Jonathan Edwards e John Owen no Volume Sete de seus Obras, Sobre a Mente Espiritual. Aqui estão alguns exemplos detítulos de sermões do volume 25 da edição da Yale das Obras de Edwards, apenas para que você tenha um sabor de como as coisas eram diferentes naqueles dias:

"A Grande Preocupação de um Vigia de Almas"
"A Beleza da Piedade na Juventude"
"O Casamento da Igreja com Seus Filhos, e com Seu Deus"
"Renda-se à Palavra de Deus, ou Seja Quebrantado por Sua Mão"
"Fé Salvadora e Obediência Cristã Provêm do Amor Divino"
"A Paz Que Cristo Dá aos Seus Seguidores Verdadeiros"
"A Desumanidade dos Homens para com Deus"
"Cristo é para o Coração como um Rio para uma Árvore plantada junta a Ele"
"Deus é Infinitamente Forte"

Pondere que sua vida muito em breve ficará sem um corpo.

Temos, pois, confiança e preferimos estar ausentes do corpo e habitar com o Senhor. (2 Coríntios 5:8)

Quão ligadas ao seu corpo estão as suas alegrias?

Pense no quanto a vida é curta.

Pois, "toda a humanidade é como a relva, e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre". Essa é a palavra que lhes foi anunciada. (1 Pedro 1:24-25)

Peça por uma mente espiritual.

Satisfaze-nos pela manhã com o teu amor leal, e todos os nossos dias cantaremos felizes. (Salmos 90:14)

Os salmistas oram com frequência pelo coração e mente que desejam ter.

Lembre-se que você morreu com Cristo e crucificou a carne.

Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. (Gálatas 5:24)

A chave mais básica para a mente espiritual é a garantia profunda de que você realmente morreu e ressuscitou com Cristo e que você é perdoado e justificado com ele.

Aceite o sofrimento que Deus designou como disciplina para desenvolver uma mente espiritual melhor.

Irmãos, não queremos que vocês desconheçam as tribulações que sofremos na província da Ásia, as quais foram muito além da nossa capacidade de suportar, a ponto de perdermos a esperança da própria vida. De fato, já tínhamos sobre nós a sentença de morte, para que não confiássemos em nós mesmos, mas em Deus, que ressuscita os mortos. (2 Coríntios 1:8-9)
Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como filhos. Pois, qual o filho que não é disciplinado por seu pai? Se vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos. Além disso, tínhamos pais humanos que nos disciplinavam, e nós os respeitávamos. Quanto mais devemos submeter-nos ao Pai dos espíritos, para assim vivermos! Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.(Hebreus 12:7-11)

Vá ao hospital orar com uma pessoa moribunda.

É melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa, pois a morte é o destino de todos; os vivos devem levar isso a sério! (Eclesiastes 7:2)

Eu fui na semana passada e isso teve, como sempre, um efeito realista sobre mim e afastou muito do mundanismo de minha mente.

Arrisque-se ser chamado insensato e estranho.

Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se o dono da casa foi chamado Belzebu, quanto mais os membros da sua família! (Mateus 10:25)

Perceba que milhões de pessoas nas outras religiões do mundo não estão a procura de pessoas mais descoladas de cultura americana ou inteligência tecnológica. Elas estão em busca de um "homem santo", de um "homem de Deus".

A questão não será "ele é perspicaz e de fala rápida e esperto?". A questão será "Ele ora muito? Ele conhece seu Livro Sagrado, a maioria de cor? Ele nega a si mesmo e tem seu foco em Deus? Ele é poderoso em sua fraqueza?"

Desejoso de ter uma mente espiritual com vocês,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org