Há alguma circunstância em que é correto ficar irado com Deus?

Eu aprendi recentemente que quando uma pessoa usa a expressão: "É correto estar com raiva de Deus?" ela pode estar fazendo uma pergunta completamente diferente. Ele pode estar se perguntando: "É correto expressar raiva para com Deus?" Estas não são perguntas similares, e a resposta não é sempre a mesma.

A pergunta geralmente surge em tempos de grande sofrimento e perda. Doenças ameaçam anular todos os seus sonhos. Morte toma uma criança preciosa de sua família. Abandono completamente inesperado e divórcio abalam as fundações do seu mundo. Nessas horas as pessoas podem ficar muito irritadas, mesmo com Deus.

Isso é correto? Para responder a esta questão devemos, talvez, perguntar a pessoa em questão, 'É sempre correto ficar zangado com Deus? Em outras palavras, pode uma pessoa ficar com raiva de Deus por qualquer motivos e ainda estarcorreta? Foi correto, por exemplo, para Jonas se enraivecer por causa da misericórdia de Deus sobre Nínive? "Deus se arrependeu do mal que havia dito que lhes faria, e não o fez. Mas desgostou-se Jonas extremamente disso, e ficou todo ressentido." (Jonas 3:10-4:01). Assumo que a resposta seria: Não. Nós não deveríamos ficar com raiva de Deus por qualquer motivo.

Mas, então, perguntaríamos: Quais atos de Deus é certo se enraivecer e quais não são? Agora, isso é mais difícil de responder. A verdade começa a fechar-se sobre o coração enraivecido.

E sobre as coisas que nos desagradam? São estes os atos de Deus em que não há problema enraivecer-se? São os atos de Deus que nos ferem? "Eu mato e eu faço viver, eu firo e eu saro, e ninguém há que escape das minhas mãos" (Deuteronômio 32:39). São estes os atos que justificam direcionarmos nossa raiva contra Deus? Ou é uma escolha dEle permitir que o diabo nos persiga e nos torture? "E disse o Senhor a Satanás, 'Eis que ele [Jó] está na tua mão, poupa, porém, a sua vida'. Então saiu Satanás da presença do Senhor e feriu a Jó duma chaga maligna desde a planta do pé até o alto da cabeça " (Jó 2:6-7). Será que a decisão de Deus em permitir que Satanás fira a nós e aos nossos filhos justifica a nossa raiva para com ele?

Ou veja pelo outro lado. O que é a raiva? A definição comum é: "Um intenso estado emocional induzido por desprazer" (Merriam-Webster). Mas há um equívoco nesta definição. Você pode estar "descontente" por causa de uma coisa ou por uma pessoa. Raiva contra algo não inclui indignação ante uma escolha ou um ato. Nós simplesmente não gostamos do efeito daquilo: a embreagem quebrada, ou o grão de areia que entrou em nosso olho, ou a chuva em nosso piquenique. Mas quando ficamos zangados com uma pessoa, estamos descontentes com a escolha que fizeram e um ato que realizavam. Raiva contra uma pessoa sempre implica uma forte desaprovação. Se você está com raiva de mim, você acha que eu fiz algo que eu não deveria ter feito.

É por isso que estar com raiva de Deus nunca é certo. É errado - sempre errado - desaprovar a Deus pelo que ele faz e permite "não faria justiça, o Juiz de toda a terra?". (Gênesis 18:25). É arrogante para criaturas finitas e pecaminosas, desaprovarem a Deus pelo que Ele faz e permite. Podemos chorar pela dor. Nós podemos ficar zangado com o pecado e Satanás. Mas Deus só faz o que é certo. "Na verdade, Ó Senhor Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos." (Apocalipse 16:7).

Mas muitos que dizem ser certo estar com raiva de Deus realmente querem dizer que é correto expressar raiva para com Deus. Quando eles me ouvem dizer que é errado ficar zangado com Deus, eles pensam que eu quero dizer "esconde os seus sentimentos e seja um hipócrita."Não é isso que eu quero dizer. Quero dizer que é sempre errado discordar de Deus em qualquer de seus julgamentos.

Mas se experimentamos esse sentimento pecaminoso de raiva para com Deus, o que fazer? Devemos acrescentar o pecado de hipocrisia ao pecado de ira? Não. Se nós sentimos, então devemos confessá-lo a Deus. Ele o sabe de qualquer maneira. Ele vê nossos corações. Se ira contra Deus está em nosso coração, nós podemos também dizer isso a ele, e depois dizer-lhe que sentimos muito, e pedir-lhe para que nos ajude a por isso de lado por fé em sua bondade e sabedoria.

Quando Jesus morreu na cruz por nossos pecados, Ele removeu para sempre a ira de Deus em nossas vidas. A disposição de Deus para conosco agora é inteiramente misericórdia, mesmo quando grave e disciplinar (Romanos 8:1). Portanto, aqueles que estão em Cristo devem duplamente afastar-se da ameaça terrível da ira contra Deus. Podemos chorar, em agonia, "Meu Deus, Meu Deus, onde o Senhor está?" Mas iremos em breve finalizar com, "Nas tuas mãos entrego o meu espírito".

Humilhado sob a Mão poderosa e misericordiosa,

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org