Fazendo a Diferença pelo Fogo

Já alguma vez oraste assim?

Senhor, deixa-me fazer a diferença para ti totalmente desproporcional àquilo que sou?

Foi a oração que escrevi na semana passada na margem de um livro lado a lado com uma citação de David Brainerd. Brainerd foi um missionário junto dos índios na Nova Inglaterra há 200 anos atrás. Ele escreveu:

Oh, que eu possa ser uma labareda de fogo ao serviço do Senhor. Eis-me aqui, Senhor, envia-me; envia-me até aos confins da Terra... envia-me de tudo aquilo que é conforto terreno; envia-me mesmo para a morte se for para o teu serviço e para promover o teu reino.

Brainerd fez a diferença para Deus totalmente desproporcional àquilo que ele era. Era um missionário obscuro na Nova Inglaterra. Morreu com 29 anos. Não era bem conhecido. Era extremamente vulnerável ​​a depressões. Mas sua vida tem inspirado o movimento missionário moderno, talvez mais do que a vida de qualquer outra pessoa nos tempos modernos. E porquê?

Ele estava tão inflamado por Deus que até Jonathan Edwards se sentiu guiado por Deus para colocar a breve carreira missionária de 5 anos de Brainerd e o seu diário num livro. E esse livro mudou o mundo. É impressionante o que Deus pode fazer através de uma vida curta inflamada para a sua glória. O impacto pode ser em total desproporção àquilo que uma pessoa é.

Espero ouvir centenas de vocês a orar assim: "Ó Senhor, permita que eu faça a diferença para ti com total desproporção àquilo que sou". Esta é uma oração que os supostos zé-ninguém deste mundo podem fazer sem temer serem presunçosos. Esta oração tem um aviso: "Eu não sou grande, mas tu, Senhor, és muito grande. E na tua surpreendente soberania podes deixar que a minha vida faça a diferença muito para além das minhas insignificantes capacidades."

Mas qual é a chave para fazer a diferença para Deus? Não será o zelo inflamado por Deus? Por duas vezes Deus perguntou a Elias, "Que fazes aqui, Elias?" E ele por duas vezes respondeu "Tenho sido muito zeloso pelo SENHOR Deus dos Exércitos (1 Reis 19:10, 14). A paixão pela glória do Senhor não é uma regalia dos velhos ou jovens, dos inteligentes ou simples, dos homens ou mulheres. Pode ser o coração de cada santo — se tão somente o quisermos o suficiente para buscá-lo.

Tem origem numa devoção entranhada nas Escrituras. Em Lucas 24:32 os discípulos que haviam falado com Jesus na estrada de Emaús diziam, "Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras? O fogo do zelo pelo Senhor vem da abertura das Escrituras em conversa com Jesus (=oração).

Pergunta: Se não ardes com o zelo que queres, estás disposto a experimentar uma grande dose, um tempo prolongado, na abertura da Bíblia? Muito honestamente, na minha vida existe uma estreita correspondência entre o tempo e a quantidade da abertura da Bíblia, em oração, e a profundidade, força e calor do meu zelo para com Deus. Sou bastante permeável à mentalidade do Mundo se não tiver doses maciças da Palavra de Deus. Uma igreja na Coréia espera que os seus membros leiam diariamente 5 capítulos da Bíblia e os seus pastores 20 capítulos. A questão é a seguinte: se o quiseres estás disposto a fazeres estas sérias experiências?

Oro para que a igreja de Bethlehem esteja repleta de pessoas que estejam inflamadas para a glória de Deus e que façam a diferença para Deus numa total desproporção daquilo que são. Oremos uns pelos outros!

Aproximando-me do Fogo contigo.

Pastor John

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org