O Fruto Feroz do Domínio Próprio

Assim como aos Hebreus foi prometida a terra, mas tiveram que tomá-la pela força, uma cidade de cada vez, o dom do domínio próprio é prometido a nós, mas também devemos tomá-lo pela força.*

O próprio conceito de "domínio próprio" implica uma batalha entre um eu dividido. Isso implica que nosso "eu" produz desejos que nós não devemos satisfazer, mas sim "controlar". Nós devemos "negar a nós mesmos" e "tomar nossa cruz diariamente", Jesus diz, e segui-lo (Lucas 9:23). Diariamente nosso "eu" produz desejos que devem ser "negados" ou "controlados".

O caminho que leva ao céu é estreito e repleto de tentações suicidas de abandonar o caminho. Portanto Jesus diz, "Esforçai-vos por entrar pela porta estreita" (Lucas 13:24). A palavra grega para "esforçai-vos" é agonizesthe, na qual você corretamente percebe a palavra "agonizar" em português.

Ficamos com um gostinho do que está envolvido em Mateus 5:29, "Se teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti." Essa é a fúria do domínio próprio. Isso é o que está por trás das palavras de Jesus em Mateus 11:12, "O reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele." Você está se apoderando do reino ferozmente?

Paulo diz que os Cristãos exercitam o domínio próprio como os atletas gregos, só que nosso objetivo é eterno, e não temporal. "Todo atleta (agonizomenos) em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível" (1 Coríntios 9:25). Então ele diz, "Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão" (1 Coríntios 9:27). Domínio próprio é dizer não aos desejos pecaminosos, mesmo quando dói.

Mas o modo Cristão de domínio próprio NÃO é "Apenas diga não!" O problema é com a palavra "apenas". Você não pode só dizer não. Você diz não de um certo modo: Você diz não pela fé no poder superior e no prazer de Cristo. É tão cruel. E pode ser tão doloroso. Mas a diferença entre o domínio próprio mundano e o domínio próprio piedoso é crucial. Quem receberá a glória pela vitória? Essa é a questão. Nós receberemos a glória? Ou Cristo receberá? Se exercitarmos o domínio próprio pela fé no prazer e no poder superior de Cristo, Cristo receberá a glória.

O fundamental para a visão Cristã de domínio próprio é que ele é um dom. É o fruto do Espírito Santo: "O fruto do Espírito é amor, alegria, paz . . . domínio próprio" (Gálatas 5:22). Como nós "lutamos" contra nossos desejos fatais? Paulo responde: "Eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível (agonizomenos), segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim" (Colossenses 1:29). Ele "agoniza" pelo poder de Cristo, não pelo seu próprio poder. Semelhantemente ele nos diz, "Se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis" (Romanos 8:13). "Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos" (Zacarias 4:6). Devemos ser ferozes! Sim. Mas não pela nossa força. "O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do SENHOR" (Provérbios 21:31).

E como o Espírito produz esse fruto de domínio próprio em nós? Instruindo-nos na preciosidade superior da graça, e nos capacitando a ver e saborear (isto é, "confiar") tudo que Deus é para nós em Jesus. "A graça de Deus se manifestou . . . educando-nos para negar . . . as paixões mundanas . . . no presente século" (Tito 2:11-12). Quando nós realmente vemos e cremos o que Deus é para nós pela graça através de Jesus Cristo, o poder dos desejos impróprios é quebrado. Portanto a luta pelo domínio próprio é uma luta de fé. "Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado" (1 Timóteo 6:12).

Seu camarada na luta feroz pelo domínio próprio,

Pastor John

 

*Edward Welch, "Self-Control: The Battle Against 'One More.'" In The Journal of Biblical Counseling, Vol. 19, No. 2, Winter, 2001, p. 30. (em inglês)

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For Internet posting, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org