Queremos Que Você Seja Um Hedonista Cristão!

O Que é Hedonismo Cristão?

Meu resumo do que é Hedonismo Cristão (ou Prazer Cristão): Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele.

Todos nós transformamos num deus aquilo que nos traz maior prazer. Hedonistas Cristãos querem fazer de Deus o seu Deus, procurando o prazer maior — o prazer nele.

Por Prazer Cristão, não queremos dizer que a nossa felicidade é o bem maior. Mas sim que buscar o bem mais elevado sempre resultará em nossa felicidade maior no final. Deveríamos buscar essa felicidade, e buscá-la com todas as nossas forças. O desejo de ser feliz é um motivo apropriado para toda boa obra, e se você abandonar a busca da sua própria alegria você não poderá amar o homem ou agradar a Deus.

A Diferença Entre Hedonismo Mundano e Cristão

Algumas pessoas tendem a acreditar que os cristãos devem buscar a vontade de Deus em vez de buscar o seu próprio prazer. Mas o que torna a moralidade bíblica diferente do hedonismo mundano não é que a moralidade bíblica é desinteressada e movida a obrigação, mas que é interessada em coisas muito maiores e mais puras. Hedonismo Cristão é moralidade bíblica porque reconhece que obedecer a Deus é o único caminho para a felicidade final e duradoura Aqui estão alguns exemplos disso na Bíblia:

Lucas 6:35 diz: "Amai pois a vossos inimigos, e fazei o bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão." É claro, quando Jesus diz "não espere nada em troca", que nós não devemos ser motivados pelo enaltecimento mundano, mas que nós recebemos força para sofrermos perda pela promessa de uma recompensa futura.

Novamente, em Lucas 14:12-14: "Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chame os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes e nem os vizinhos ricos, para que nao suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado. Mas quando fizeres convite, chama os pobres...serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mais recompensado te será na ressurreição dos justos." Isto é, não faça boas obras pela recompensa mundana, mas sim, faça-os por recompensas espirituais e celestiais.

Deveria o Dever Ser Nossa Motivação Principal?

Mas alguns vão dizer: "Não, não. Estes textos apenas descrevem que recompensa resultará se você agir desinteressadamente. Eles não nos ensinam a realmente buscar a recompensa."

Duas respostas a esta objeção:

1) Seria tolice dizer: "Se você tomar essa pílula, eu lhe darei um centavo", se você espera que o desejo pela moeda arruine a pílula. Mas Jesus não era um tolo. Ele não ofereceria bênção àqueles que obedecem a ele e, em seguida, nos acusaria disso, se essas bênçãos motivaram nossa obediência.

2) Ainda mais importante, há textos que não só recomendam que façamos o bem, na esperança de bênção futura, mas nos ordenam fazê-lo.

Lucas 12:33 diz: "Vendei tudo o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelhecem; tesouros nos céus que nunca acabem." A conexão aqui entre dar esmola e ter tesouro eterno no céu não é um resultado do acaso, é o propósito explícito: "Faça seu objetivo ter um tesouro nos céus, e o modo de fazer isso é vender seus bens e dar esmolas".

E novamente, Lucas 16:9 diz, "Granjeai amigos com as riquezas da injustica; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos." Lucas não diz que o resultado do uso adequado de possessões é receber moradas eternas. Ele diz: "Faça seu objetivo assegurar uma morada eterna pela forma como você usa suas possessões."

Portanto, um ressonante NÃO à crença de que a moralidade deve ser inspirada mais por obrigação do que por prazer.

Não Seja Muito Facilmente Satisfeito

Hebreus 11:6 nos ensina, "Ora, sem fé é impossível agradar a Deus. Porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam." Você não pode agradar a Deus se você não vêm a Ele procurando por recompensa. Portanto, fé que agrada a Deus é a busca hedonística de Deus.

Como Hedonistas Cristãos sabemos que todos anseiam por felicidade. E nunca iremos dizer a eles que neguem ou reprimam esse desejo. Nunca é um problema o querer estar satisfeito. O problema é estar satisfeito com muita facilidade. Nós acreditamos que todos que anseiam por satisfação não devam mais procurá-la no dinheiro, poder ou luxúria, mas devam saciar a sua alma faminta na graça de Deus. Empregaremos todo o nosso esforço, pelo Espírito Santo, para persuadir as pessoas

  • que elas podem ser mais felizes em dar do que em receber (Atos 20:35);
  • que elas devem considerar tudo como perda pelo supremo valor do conhecimento de Cristo Jesus, seu Senhor (Filipenses 3:8);
  • que o objetivo de todos os mandamentos de Jesus é que a alegria delas seja completa (João 15:11);
  • que se elas se deleitarem no Senhor ele concederá o desejo de seu coração (Salmo 37:4);
  • que há maior ganho na piedade com contentamento (1 Timóteo 6:6);
  • e que a alegria do Senhor é sua força (Neemias 8:10).

Nós não vamos tentar motivar ninguém com apelos ao simples dever. Vamos dizer-lhes que na presença de Deus há alegria plena e duradoura (Salmo 16:11) e nosso único dever é vir a ele, buscando este prazer.

(Adaptado do artigo de John Piper, Christian Hedonism: Forgive the Label, but Don't Miss the Truth.)

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org