O Que Fazer Se Você Acorda Se Sentindo Frágil

O Que Fazer Se Você Acorda Se Sentindo Frágil

Há manhãs nas quais eu acordo me sentindo frágil. Vulnerável. É geralmente vago. Nenhuma ameaça específica. Sem uma fraqueza explícita. Apenas um senso sem forma de que alguma coisa vai dar errado e eu serei responsável. É comumente depois de um tanto de criticismo. Muitas expectativas que possuem prazos e que parecem muito grandes e muito numerosas.

Enquanto olho para os 50 anos passados de tais manhãs que ocorreram com periodicidade, eu estou maravilhado de como o Senhor Jesus preservou minha vida. E meu ministério. As tentações de fugir das pressões nunca obtiveram vitória - não ainda pelo menos. Isto é maravilhoso. Eu adoro ele por isso.

Como ele tem feito isso? Através de orações desesperadas e promessas particulares. Eu concordo com Spurgeon: Eu amo os "Eu serei" e "Eu irei" de Deus.

Em vez de me deixar afundar em uma paralisia de medo, ou correr para uma miragem de gramas mais verdes, ele despertou um clamor por ajuda e então respondeu com uma promessa concreta.

Aqui está um exemplo. Isto é recente. Eu acordei me sentindo emocionalmente frágil. Fraco. Vulnerável. Eu orei: "Senhor me ajude. Eu não estou nem ao menos certo de como orar."

Uma hora depois eu estava lendo Zacarias, buscando a ajuda pela qual eu clamei. Ela veio. O profeta ouviu grandiosas notícias de um anjo sobre Jerusalém:

Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão, nela, dos homens e dos animais. E eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor e eu mesmo serei, no meio dela, a sua glória. (Zacaria 2:4-5)

Haverá tal prosperidade e crescimento para o povo de Deus que Jerusalém não poderá mais ser murada. "A multidão, nela, dos homens e dos animais" será tão numerosa que Jerusalém será como muitas vilas espalhando-se sem muros pela terra.

Mas muros são necessários! Eles são a segurança contra hordas de bárbaros e exércitos inimigos. Vilas são frágeis, fracas, vulneráveis. Prosperidade é bom, mas e quanto a proteção?

Para tal questionamento Deus diz em Zacarias 2:5, "E eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor." Sim. É isso. Esta é a promessa. O "Eu irei" de Deus. Isto é o que eu preciso. E se isto é verdade para as vilas vulneráveis de Jerusalém, é verdade para mim, um filho de Deus. Deus será como uma "muralha de fogo em redor de mim." Sim. Ele será. Ele tem sido. E ele será.

E fica melhor. Dentro desta muralha flamejante de proteção ele diz, "e eu mesmo serei, no meio dela, a sua glória." Deus nunca está contente em nos dar a proteção do seu fogo; ele nos dará o prazer de sua presença.

Isto foi doce para mim. Isto me carregou por dias. Eu levei isto comigo para o púlpito. Eu levei isto comigo para os encontros de família. Eu levei isto comigo para as reuniões de trabalho. Eu levei isto comigo para as ligações de telefone e emails.

Esta tem sido minha libertação toda vez desde quando eu marquei a minha Bíblia King James - tradicional tradução inglesa da Bíblia - nos meus 15 anos. Deus tem me resgatado com clamores por ajuda e promessas concretas. Desta vez ele disse: "E eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor e eu mesmo serei, no meio dela, a sua glória."

Clame a ele. Então vasculhe a Bíblia pela sua promessa designada. Nós somos frágeis. Mas ele não.

John Piper (@JohnPiper) is founder and teacher of desiringGod.org and chancellor of Bethlehem College & Seminary. For 33 years, he served as pastor of Bethlehem Baptist Church, Minneapolis, Minnesota. He is author of more than 50 books.