Bendize, Ó minha alma, ao Senhor

Salmos: Pensando e Sentindo com Deus, Parte 4

Salmo de Davi

Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades, que redime a tua vida da perdição; que te coroa de benignidade e de misericórdia, que farta a tua boca de bens, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia. O SENHOR faz justiça e juízo a todos os oprimidos. Fez conhecidos os seus caminhos a Moisés, e os seus feitos aos filhos de Israel. Misericordioso e piedoso é o SENHOR; longânimo e grande em benignidade. Não reprovará perpetuamente, nem para sempre reterá a sua ira. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniqüidades. Pois assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido. Mas a misericórdia do SENHOR é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos; Sobre aqueles que guardam a sua aliança, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir. O SENHOR tem estabelecido o seu trono nos céus, e o seu reino domina sobre tudo. Bendizei ao SENHOR, todos os seus anjos, vós que excedeis em força, que guardais os seus mandamentos, obedecendo à voz da sua palavra. Bendizei ao SENHOR, todos os seus exércitos, vós ministros seus, que executais o seu beneplácito. Bendizei ao SENHOR, todas as suas obras, em todos os lugares do seu domínio; bendize, ó minha alma, ao SENHOR.

Esta é a quarta mensagem em uma série de seis mensagens baseada nos Salmos chamada Pensando e Sentindo com Deus. Há uma seqüência. A primeira mensagem em Salmo 1 deu a visão geral: Os Salmos são a Palavra de Deus e eles são poemas, então devemos nos imergir neles para que se tornem nossa intrução e nosso cântico. Eles devem moldar nosso pensar e nosso sentir –acerca de tudo.

A segunda mensagem, vinda do Salmo 42, se destinou a nos ajudar a lidar bem com o estar desanimado. "Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face." (Salmo 42:5).

A terceira mensagem, vinda do Salmo 51, se destinou a nos ajudar a lidar bem com o estar arrependido e pesaroso pelo nosso pecado. "Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste." (Salmo 51:8).

Para o dia dos pais

E a mensagem de hoje, vinda do Salmo 103, se destina a nos ajudar a lidar bem com a benignidade de Deus e nossa gratidão. Hoje na América, e em cerca de 50 outros países do mundo, nós celebramos o dia dos pais. Então eu gostaria de dedicar esta mensagem especialmente a pais e começar portanto no verso 13: "Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó."

A boa paternidade aponta para Deus

Quando esse verso diz, "Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem," não significa que o Senhor aprendeu a como ser Deus observando pais humanos. Não significa que Deus considera se Ele deveria ser compassivo e então nota que bons pais são compassivos e então decide agir desta forma também.

Não, quando se diz, "Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem," se quer dizer isso: Quando você vê um bom pai, você está vendo a figura de Deus. Ou para colocar de outra forma, Deus modelou a paternidade humana como um retrato de Si mesmo. Deus teve um Filho antes de ter criado Adão. Ele era Deus Pai antes de ser Deus Criador. Ele sabia o que Ele queria retratar antes de criar o retrato.

Mostrando a nossas crianças ao que Deus se parece

O que significa que nesse dia dos pais, a clara implicação para todos nós pais é que fomos desenhados para mostrar a paternidade de Deus -especialmente (mas não somente) para nossas crianças. E isto implica que hoje nós aprendemos a ser pais observando Deus ser pai para seus filhos. E isto implica que crianças hoje aprendem ao que se parece a paternidade de Deus, largamente, ao nos observar.

Pais como pó

Então a cadeia de influência vem de Deus como o infinitamente perfeito Pai de seus imperfeitos filhos, nos mostrando ao que se parece uma boa paternidade, para que possamos mostrar para nossas crianças e aos outros ao que a paternidade de Deus se parece. Este, irmãos, é o nosso chamado. Quando Davi diz, "Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem," ele quer dizer: Deus criou a paternidade segundo sua própria imagem, e o ser um bom pai aponta para Deus.

Quando Davi diz no verso 14 que pais (e o resto de nós) são como pó ("Pois ele [Deus] conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó"), isto faz Davi refletir na brevidade da vida humana e na vida sem início nem fim de Deus, e como isso se remete às nossas crianças. Vamos ler os versos 15-18:

Quanto ao homem, os seus dias são como a erva,
como a flor do campo assim floresce.
Passando por ela o vento, logo se vai,
e o seu lugar não será mais conhecido.
Mas a misericórdia do SENHOR
é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem,
e a sua justiça sobre os filhos dos filhos;
Sobre aqueles que guardam a sua aliança,
e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir.

Então os pais devem compreender que eles não estarão perto para sempre. E seus filhos não estarão perto para sempre. O verso 17 se refere aos "filhos dos filhos." E a questão que um pai deveria fazer é: Como meus filhos poderiam se beneficiar para sempre do amor de Deus? Como eles poderiam se tornar beneficiários da justiça de Deus em vez de condenados por ela?

Os versos 17-18 dão 3 respostas a esta pergunta. Ouça-as enquanto eu os leio de novo: "Mas a misericórdia do SENHOR é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos; Sobre aqueles que guardam a sua aliança, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir." A misericórdia de Deus e a justiça de Deus seguirão suas crianças de geração em geração se três coisas acontecem: 1) se eles o temem (v.17); 2) se eles guardam sua aliança (v.8); e 3) se eles cumprem os seus mandamentos (v.18).

Guardando a aliança de Deus hoje

Vamos focar no segundo requisito só por um momento: "e a sua justiça sobre os filhos dos filhos; Sobre aqueles que guardam a sua aliança." O que guardar a aliança de Deus significa hoje? As coisas mudaram desde que o Messias veio. Na Última Ceia, Jesus levantou o copo representando seu próprio sangue e disse, "Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós." (Lucas 22:20).

O que ele quis dizer é que agora há uma nova aliança entre Deus e seu povo. Ela é tão segura quanto a antiga era. O que a nova aliança provê do lado de Deus é o sangue de Cristo para cobrir nossos pecados e o poder do Espírito para nos habilitar a andar em novidade de vida. O que a nova aliança requer de nós é que sejamos unidos a Cristo pelo novo nascimento e que recebamos Cristo como nosso Salvador e Senhor e Tesouro das nossas vidas. Dessa forma o sangue de Cristo e a sua justiça contam por nós.

Então quando os versos 17 e 18 dizem que o amor de Deus e a justiça de Deus abençoa nossas crianças se elas guardam a aliança de Deus, o que isso implica hoje é que nossas crianças devem ser conduzidas a receber Cristo como o supremo e valioso Salvador e Senhor de suas vidas. Os outros dois requisitos que Davi menciona são temer a Deus (v. 17) e cumprir seus mandamentos (v. 18).

Temer a Deus

Verso 17: "Mas a misericórdia do SENHOR é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem." Eu penso que temer a Deus significa que Deus é tão poderoso e tão Santo e tão maravilhoso para nós que nós não ousaríamos correr dele, mas apenas correr para ele por tudo o que ele promete ser para nós. Então temer a Deus não é diferente de se dirigir ao Messias, Jesus. Esta é a forma que nós vamos. Nós vamos de forma reverente. Nós vamos de forma humilde. Nós vamos sem presunção de que Deus nos deve qualquer coisa. Nós vamos trêmulos - como vimos da última vez, nós vamos quebrantados e contritos.

Real Fé no Redentor

E o terceiro requisito que Davi menciona para nossos filhos experimentarem a justiça de Deus como salvação, e não condenação, está no verso 18: "Sobre aqueles que guardam a sua aliança, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir." O que isso significa é que a fé no redentor deve ser real. Confiança real em Cristo, submissão real à instrução dele, valorização real das valiosas mudanças dele em nossas vidas. Então o requisito da obediência no verso 18 é simplesmente o requisito para que nosso temor a Deus e nossa confiança em Cristo seja real,efetiva e frutífera. É Cristo, e seu sangue e justiça que nos perdoa e nos justifica. Mas nossa obediência, nossa justiça, imperfeita como é, mostra que Deus nos salvou, que nossa fé é real. Nós somos verdadeiramente detentores do pacto. Nós nos seguramos firmes ao nosso estimado substituto, Jesus Cristo.

Então pais, saibam que nós somos como pó. Nós somos como a grama. Nós florescemos como a flor do campo. O vento passa por ela e ela se vai, e não se sabe mais o seu lugar (vv. 15-16). Depois de nós vem nossos filhos e os filhos deles. E a questão para nós é: Eles irão temer a Deus, manter o pacto dele, e cumprir os mandamentos dele? Se sim, a benignidade de Deus e a justiça de Deus irão abençoar eles para sempre.

Conduzindo Nossos Filhos pelo Bendizer ao Senhor

O que é então que esse salmo enfatiza mais do que qualquer coisa que nós pais deveriamos fazer para levar nossos filhos a essa condição de bem-aventurança? O que todos nós deveriamos fazer? Isto é para todos. Mas como os pais são mencionados no salmo, e como hoje é o dia dos Pais, eu pergunto aos pais. Qual é a coisa principal que este salmo nos chama a fazer pelos nossos filhos? Pelas nossas esposas? Pelas nossas igrejas? Pela nossa cidade? Pelas nossas próprias almas?

A resposta é: Bendiga ao Senhor.

O salmo começa e termina com o salmista pregando para a sua alma bendizer ao Senhor - e pregando para os anjos e às hostes dos céus e as obras das mãos de Deus. O salmo é predominantemente centrado no bendizer ao Senhor.

Versos 1-2: "Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios." Então ele começa a listar os benefícios. E no final, versos 20-22, "Bendizei ao SENHOR, todos os seus anjos, vós que excedeis em força, que guardais os seus mandamentos, obedecendo à voz da sua palavra. Bendizei ao SENHOR, todos os seus exércitos, vós ministros seus, que executais o seu beneplácito.Bendizei ao SENHOR, todas as suas obras, em todos os lugares do seu domínio; bendize, ó minha alma, ao SENHOR."

Louvando ao Senhor

O que significa bendizer ao Senhor? Quer dizer falar bem da sua grandeza e bondade. É quase o sinônimo de louvor. Salmos 34:1 coloca essas palavras juntas assim: "Bendirei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca." E perceba a palavra boca. “Seu louvor estará continuamente na minha boca.” Bendizer ao Senhor significa falar ou cantar sobre a bondade e a grandeza do Senhor.

O que Davi está fazendo nos primeiros e últimos versos desse salmo, quando ele diz, "Bendiga ao Senhor, Oh minha alma," é dizer que falar sobre a bondade e grandeza de Deus deve vir da alma. Bendizer a Deus com a boca mas sem a alma seria hipocrisia. Jesus disse, "Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim" (Mateus 15:8). Davi reconhece esse perigo e ele está pregando para ele mesmo para que isso não aconteça.

Vamos, alma, olhe para a grandeza e bondade de Deus. Una-se a minha boca e vamos bendizer ao Senhor com todo nosso ser.

Pais bendizendo ao Senhor

Agora aqui está o ponto principal para os pais. Eu ouso dizer que talvez não há nada que você possa fazer por seus filhos para ajudá-los a temer a Deus e manter o pacto com Deus e obedecer a Deus que será mais efetivo do que o seu próprio ato de bendizer ao Senhor na presença deles.

Oh quão raro é este importante presente para nossos filhos –pais que abertamente e do fundo da alma bendizem ao Senhor. Eu peço a vocês pais que não ensurdeçam seus ouvidos agora. Para não serem fatalistas agora e dizer, "Eu não estou tão motivado." Oh que o Senhor venha derramar um novo poder e uma nova completude e uma nova liberdade em vocês e suas esposas e em todos nós nesta igreja. Oh que isso venha ser gerado dentro de nós para bendizermos ao Senhor.

Razões para Bendizer ao Senhor

Nós poderiamos levar semanas desenrolando todas as razões que Davi reúne como motivo para sua alma bendizer ao Senhor. Este pode ser o salmo mais rico em evangelho do saltério. Mas eu irei somente mencionar três categorias de razões e deixar você fazer os detalhes.

1. Deus é soberano.

Primeiro, deixe seus filhos ouvirem você bendizer ao Senhor pela soberania dele. Verso 19: "O SENHOR tem estabelecido o seu trono nos céus, e o seu reino domina sobre tudo." Deixe seus filhos ouvirem você dizer, "Eu te bendigo, Senhor, que o seu reino domine sobre tudo." Todos os povos. Todos os governos. Todos os sistemas climáticos. Todos os animais. Todas as moléculas. Todas as galáxias.

Davi sabia que Deus exerce o seu domínio soberano através dos anjos e seres celestiais, e então ele os convoca a se unirem a ele no Bendizer ao Senhor. Vamos, anjos, bendigam ao Senhor como vocês cumprem palavra dele. Vamos, hostes do céu, bendigam ao Senhor como vocês fazem a vontade dele. Vamos, todas as obras das mãos dele em todo lugar do seu domínio. Bendigam ao Senhor (vv 20-22).

Deixe seus filhos ouvirem você bendizer ao Senhor pelo seu grande e bom e soberano poder e autoridade sobre todas as coisas.

2. Deus é justo.

Segundo, deixe seus filhos ouvirem você bendizer ao Senhor pela sua justiça e retidão. Verso 6 "O SENHOR faz justiça e juízo a todos os oprimidos." Deixe eles ouvirem você exultar na justa defesa de Deus aos oprimidos. Fale na mesa do jantar e nos devocionais pela manhã ou pela noite: Nós te bendizemos, Oh Senhor, por sua justiça e sua retidão. Nós te bendizemos ainda que o errado pareça frequentemente tão forte, você ainda é o dominador. Nós te bendizemos pois justiça irá ser feita nesse tempo ou no próximo. Bendiga ao Senhor.

3. Deus é misericordioso.

Finalmente, deixe seus filhos ouvirem você bendizer ao Senhor pela sua misericórdia e seu perdão. Se o salmo celebra alguma coisa de forma clara, é a imensurável misericórdia de Deus para não reter os nossos pecados contra nós. Isso é o evangelho. Nós sabemos que isso tudo é devido a Cristo. Dificilmente foram escritas palavras mais doces do que estas.

Verso 3: "Bendiga ao Senhor que perdoa todas as nossas iniquidades." Versos 10-12: Bendiga ao Senhor porque "Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniqüidades. Pois assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões."

Oh pais, deixem seus filhos ouvirem vocês bendizerem ao Senhor pelo evangelho. Deixem eles ouvirem suas almas exultarem em Cristo. Deixem eles ouvirem seus corações humildes saltarem de gratidão. Deixem eles ouvirem suas palavras de afeição ao Salvador. Deixem eles ouvirem o amor de vocês por Cristo e o grande amor dele por vocês. Deixem eles ouvirem vocês dizerem, "Oh, o quanto eu bendigo seu nome por meus pecados serem perdoados." Então ame sua esposa e seus filhos assim como Jesus amou você.

Amém.

©2014 Desiring God Foundation. Used by Permission.

Permissions: You are permitted and encouraged to reproduce and distribute this material in physical form, in its entirety or in unaltered excerpts, as long as you do not charge a fee. For posting online, please use only unaltered excerpts (not the content in its entirety) and provide a hyperlink to this page. For videos, please embed from the original source. Any exceptions to the above must be approved by Desiring God.

Please include the following statement on any distributed copy: By John Piper. ©2014 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org